Aumente o Faturamento do seu Negócio usando WhatsApp

whatsap-vendas

Confira uma Estratégias de Marketing Digital para vender mais com uma ferramenta fenomenal.

A dica de hoje é um programa de aprendizagem, transformação e evolução que proporciona uma visão estratégica na utilização do aplicativo mobile WhatsApp como Ferramenta abundante de Negócios. Isso é o que define esta formação. É mais do que um curso, é mais que um treinamento, é uma atmosfera inovadora de ferramentas, conceitos e conteúdos para desenvolver você!

button_saiba-mais-aqui

Durante a formação o participante passará por um processo de transformação e potencialização de suas competências profissionais e pessoais. Terá ainda uma visão mais abrangente do futuro, com novas, entusiasmantes e concretas possibilidades do Mercado de Marketing e Mobile Marketing.

Veja o Vídeo com dicas grátis e extraordinárias:

button_video-explicativo

Não perca essa oportunidade de vender mais usando o WhatsApp.



Você conhece a história da Black Friday?

black_friday_2016

No dia 25 de novembro, acontece a Black Friday, que é quando as lojas entram em promoção por 24 horas e oferecem vários descontos bacanas em diferentes produtos! Mas você sabe como surgiu a Black Friday?

Tudo começou lá nos Estados Unidos nos anos 60 e acontece toda sexta-feira após o Dia de Ação de Graças, que é sempre realizado no país na quarta quinta-feira do mês de Novembro. Ela marca o início da temporada de compras para o Natal e é quando as lojas aproveitam para vender o que tem no estoque e se preparar para o próximo ano.

Lá nos Estados Unidos as pessoas fazem fila na porta das lojas para aproveitar os descontos e já garantir os presentes de Natal e causava a maior bagunça nas ruas, por isso, os jornais começaram a publicar manchetes como se fosse uma coisa ruim, sabe? Mas tem uma outra versão para o nome da data: nos livros-caixa, a cor preta representa lucro, enquanto o vermelho significa prejuízo. Como as lojas vende muito nesse dia, o livro-caixa fica todo preto, curioso, né?

Aqui no Brasil, a Black Friday começou em 2010 e é focada principalmente nas compras online, mas também já tem loja física entrando na promoção!

E as promoções não acontecem só na sexta-feira não, viu? Algumas lojas começam as promoções na quinta-feira à noite, que ficou conhecida como a “Quinta-feira Cinza”, e alguns continuam até a segunda-feira, chamada de “Cyber Monday”, que é quando as lojas online oferecem descontos lá nos Estados Unidos.

Fonte: Olhar Digital


 

Golpe no WhatsApp atrai 10 mil vítimas em 1 hora

whatsapp-video1

O WhatsApp já liberou as chamadas por vídeos para os usuários, mas muita gente continua caindo no golpe que promove o recurso somente para quem fornecer suas informações em um link suspeito. De acordo com a empresa de segurança ESET, uma das campanhas maliciosas atraiu 10 mil vítimas em apenas uma hora no Brasil.

“Os cibercriminosos aproveitam lançamentos populares como esse para aplicar golpes que afetem o maior número de pessoas. Isso porque, na ânsia de acessar a nova funcionalidade, nem sempre os internautas checam a procedência do site e acabam fornecendo informações pessoais ou se inscrevendo em serviços não solicitados”, explica Camilo Di Jorge, presidente da ESET Brasil.

A página da web que promete ativar a funcionalidade pede que os usuários compartilhem o link com seus contatos e enviem uma mensagem SMS a determinado número. Assim, o usuário é inscrito em um serviço pago não solicitado e acaba tendo valores descontados de seus créditos, em caso de conta pré-paga, ou adicionados ao seu gasto mensal, em linha pós-paga.

Algumas páginas verificadas pela ESET tinham um layout bastante parecido com o da página oficial do WhatsApp, incluindo funcionalidades como escolha de idioma segundo a geolocalização do IP a partir de qualquer dispositivo conectado à internet.

“É importante destacar que não se trata de um vírus de WhatsApp, já que nenhum arquivo é executado. Também não verificamos evidências de que os sites fraudulentos estejam tentando explorar vulnerabilidades nos equipamentos conectados. O único objetivo é o ganho financeiro, com a inscrição no serviço de SMS Premium”, explica o presidente da empresa de segurança.

O que fazer?

Para quem já caiu no golpe, a dica é avisar os contatos e entrar em contato com a operadora para evitar a inscrição em qualquer serviço SMS Premium. Caso positivo, é necessário solicitar a remoção do serviço.

Lembre-se: para ativar a novidade no WhatsApp, é necessário atualizar o aplicativo, mas é importante fazê-lo de fontes confiáveis.

Fonte: Olhar Digital 



5 truques do WhatsApp que você talvez não conheça

O aplicativo de mensagens pessoais mais usado do mundo é cheio de recursos, mas nem todos os usuários conhecem grande parte deles. Para muitas pessoas, o app só serve para conversar com amigos e parentes por chats individuais ou em grupos, sem mais opções ou detalhes.

zapzap

Ainda assim, o WhatsApp recebe novos recursos constantemente e muitos deles passam despercebidos por quem não está prestando atenção às mudanças sutis na interface do app.

Selecionamos cinco coisas que o aplicativo pode fazer e que você talvez não saiba.

1 – Saiba quem leu a sua mensagem em um chat em grupo

Os já famosos “tiques” azuis, que entregam quando um contato leu sua mensagem, não são particularmente úteis em conversas de grupo. Afinal, num chat com mais de três pessoas, o tique azul só aparece quando sua mensagem já foi lida por todos os membros.

É possível descobrir quem, individualmente, já recebeu ou leu sua mensagem, e quem ainda não viu seu recado. Para isso, toque e mantenha pressionada a mensagem que você enviou até que mais opções surjam na tela. Toque então nos três pontos de mais opções e selecione “Dados”. Aí está o relatório da sua mensagem.

img10


2 – Esconda sua foto de perfil de estranhos

Quem nunca foi incluído em um grupo do WhatsApp sem conhecer boa parte dos membros? Isso certamente acontece com muitos usuários, mas é possível esconder algumas de suas informações pessoais para que esses “estranhos” não as vejam se você não quiser.

Para isso, abra a tela de Configurações e selecione “Conta”. Depois disso, acesse “Privacidade” e determine quem pode saber quando você esteve online, sua foto do perfil e sua frase de status: se qualquer um, apenas seus contatos ou ninguém.

img20


3 – Crie atalhos para conversas

É provável que, entre as dezenas ou centenas de contatos que você tem no WhatsApp, suas conversas mais frequentes sejam com apenas um ou dois grupos, até três ou quatro pessoas individualmente. É possível criar um atalho para esses chats, sem que você precise abrir o aplicativo toda vez que quiser falar com alguém em específico.

O caminho é relativamente simples. Na lista de conversas, pressione e segure o grupo ou contato que você quiser e, nos três pontos de opções no canto da tela, selecione “Adicionar atalho para conversa”. Agora, o ícone da sua conversa está disponível diretamente na tela de início do smartphone.

img30


4 – Mande uma mensagem para vários contatos ao mesmo tempo

Quer fazer um anúncio para vários de seus amigos ou parentes, mas não quer usar o Facebook ou criar um grupo só para isso? Há uma maneira mais eficiente de mandar a mesma mensagem, individualmente e em privado, para vários contatos, sem precisar copiar e colar diversas vezes.

Basta criar uma transmissão. Selecione os três pontos de mais opções no canto da tela e toque em “Nova transmissão”. Escolha quais dos seus contatos receberão a mensagem e escreva. Cada um deles receberá a sua mensagem individualmente, como se tivessem sido mandadas separadamente.

img4


5 – Acabe com o download automático de imagens

Grupos mais animados do WhatsApp geralmente são cheios de imagens e vídeos trocados entre os membros. Por padrão, o aplicativo baixa todos esses arquivos e entope seu smartphone com muita coisa inútil que você precisa apagar, manualmente, de tempos em tempos para liberar espaço.

Para evitar que o app faça o download automático de imagens e vídeos, vá até as Configurações do WhatsApp. Selecione “Uso de dados” e, sob a guia “Download automático”, determine o que o aplicativo pode fazer quando estiver em roaming, na rede móvel de internet ou no Wi-Fi: baixar imagens, áudio, vídeo, documentos, tudo ou nada.

img50

Fonte: Olhar Digital 

Aprenda a fazer transmissões ao vivo pelo Facebook

facebook-ao-vivo

Você quer saber como fazer transmissão ao vivo pelo Facebook?  Esse é um recurso bem legal da rede social que permite transmitir ao vivo pros seus amigos.

Dá pra ensinar como preparar uma receita, mostrar como está o jogo de futebol do seu time e o que mais você quiser.

E é muito fácil fazer isso. Olha só: no smartphone, entre no Facebook como se fosse escrever uma publicação. Aqui tem várias opções, como enviar uma foto, marcar amigos ou fazer check-in. Pra transmissão ao vivo, clique aqui em “Vídeo ao vivo”.

Agora é só dar um nome pro vídeo e escolher se quer filmar com a câmera frontal ou traseira do celular. Também dá pra escolher se ele pode ser visto por todos os seus amigos ou visto só por algumas pessoas. Clique em “Transmitir ao vivo” e comece a transmissão! Seus amigos vão conseguir assistir tudo em tempo real, direto do feed de notícias deles.

Durante a transmissão seus amigos podem escrever comentários e curtir o vídeo. E você pode responder tudo ao vivo! Quando quiser encerrar, é só tocar em “Concluir”. O Facebook mostra informações como o tempo de duração do vídeo, opções de qualidade da imagem e se você quer salvar o vídeo no seu celular. Ele também é publicado automaticamente na linha do tempo do seu Facebook pra quem perdeu ou pra quem quiser rever depois!

Mas olha só…esse recurso ainda não está disponível pra todo mundo. Então, se você não encontrou o símbolo da transmissão ao vivo, é porque precisa esperar mais um pouquinho até o Facebook liberar essa função, viu?

Fonte: [Olhar Digital]

15 Aplicativos bacanas e úteis do Google

O Google é referencia em Tecnologia e centenas de serviços inovadores, mais neste post você vai conferir esses 15 aplicativos bacanas e úteis que vão facilitam no seu dia a dia!

googleapps

Confira a lista com 15 desses apps que você precisa conhecer:

1-) Google Acadêmico

Esse é app é muito útil para quem está estudando, especialmente quem está naquela fase de TCC. Ele ajuda a encontrar sua palavra-chave em citações de textos, trabalhos acadêmicos, entre outros documentos importantes!

2-) Google Compras

Olha só, esse app permite que você compre tudo que desejar para você ou para sua casa! As sugestões vão desde aparelhos eletrônicos, objetos de decoração, eletrodomésticos aos cosméticos.

3-) Google Keep

Gente, esse aplicativo é muito legal. É como se fosse um post-it virtual. Nele você cria notas coloridas e chamativas para não esquecer suas tarefas!

4-) Tradutor de placas

Esse app é ótimo pra quem viaja muito, sabe? Se você está em um país, onde a língua ainda é um desafio, é só apontar a câmera para uma placa que a tradução do idioma vem na hora!

5-) Gmailify

O Gmailify é ideal para organizar a sua caixa de e-mails do Gmail! Ele unifica todas as suas caixas de entrada em uma só.

6-) Timer

O aplicativo é uma ferramenta bacana e simples para quem precisa de tempo e mais produtividade para realizar suas tarefas. Ele te ajuda a monitorar o tempo gasto com atividades do trabalho ou de estudos.

7-) Google Sky

Você sabia que dá pra saber mais do espaço com a ajuda do Google? Sim! Com esse app você confere as imagens feitas por telescópios e ainda dá um passeio pelo universo. Ah, e é possível ficar por dentro dos dados sobre pesquisas recentes.

8 -)  Google Fonts

Um ótimo aliado para quem trabalha com design! Ele te ajuda a encontrar a fonte ideal para o seu trabalho!

9-) Buscador de imagens

Aqui você pode encontrar uma mesma imagem em vários tamanhos e cores, inclusive em outras páginas e com outras datas. É como se fosse um banco de imagens do Google.

10-) Google Art Project

Divirta-se vendo as obras de arte dos museus mais famosos do mundo em alta resolução. Você vai se sentir como se estivesse pessoalmente em cada um deles!

11) Think with Google

Essa ferramenta é bem bacana! Ela permite que você fique por dentro de todas as pesquisas interessantes, como também tendências de comportamento de consumidores e novas ideias.

12-) Google Trends

Quer saber o que acontece no Brasil e no mundo? Esse app mostra as buscas mais frequentes de cada país. Com o Trends você fica sabendo dos acontecimentos mais importantes e o que as pessoas mais pesquisam na web ao redor do mundo.

13-) Google Sound Search

Sabe aquela música que você adora, mas não lembra o nome? Pois bem, esse app reconhece imediatamente o nome da música que você estiver ouvindo. Legal, né?

14-) Build With Chrome

Olha só que divertido: esse app é uma um lego virtual. Isso mesmo! Um game gratuito do Google que pode ser divertido para crianças e adultos. É só acessar o link e começar a brincadeira 

15-) Panoramio

Como o próprio nome sugere, esse app mostra imagens panorâmicas reais e lindas, que foram clicadas por usuários comuns em diversas partes do mundo. Vale a pena fazer uma visitinha!

Fonte: Blog da Lu

WhatsApp começa a compartilhar dados com Facebook; entenda.

facebook-whatsapp-1

O WhatsApp anunciou no dia 25 de agosto de 2016 uma mudança na forma como lida com os dados dos usuários, com o objetivo de compartilhar informações com o Facebook. A rede social é dona do mensageiro, considerado o aplicativo mais popular do Brasil. A mudança tem relação com uma atualização nos termos de serviço do WhatsApp, aquele conjunto de regras jurídicas com as quais todo internauta concorda ao instalar o programa.

De acordo com o WhatsApp, essa é a primeira vez que os termos de uso e privacidade são alterados nos últimos quatro anos. Entenda o que muda para você.

Compartilhamento com o Facebook

A imagem que você vê abaixo retrata uma mensagem que os usuários do WhatsApp passarão a receber a partir de hoje nos smartphones com Android e nos iPhones (iOS). Será desta forma que o WhatsApp pedirá autorização para vincular o número de celular com o perfil no Facebook.

whatsapp_termos_servico

Mensagem de compartilhamento de dados entre WhatsApp e Facebook (Foto: Divulgação/Facebook)

Os usuários que não quiserem o compartilhamento dos dados terão “até 30 dias para decidir se gostariam de concordar e continuar utilizando o WhatsApp”.  O WhatsApp esclareceu ao TechTudo que não será mais possível rejeitar a mudança depois que o prazo de 30 dias acabar. Além disso, os novos usuários serão obrigados a aceitar a nova política de privacidade e termos de uso para usar o aplicativo – eles não terão escolha.

A integração do WhatsApp com o Facebook permitirá à rede social saber “com que frequência as pessoas usam nosso aplicativo e também conseguiremos ser mais eficazes no combate ao spam”. A mudança nos termos de serviço também possibilitará “melhores sugestões de amizade e anúncios mais relevantes” no Facebook.

A lógica é a seguinte: ao trocar mensagens com uma loja pelo WhatsApp, a possibilidade de ver uma propaganda desta loja no Facebook aumenta. Além da rede social, o compartilhamento dos dados também poderá valer para outros aplicativos mantidos pelo Facebook, como o Instagram e o MSQRD.

O escritório do WhatsApp ressaltou que não vai exibir publicidade estilo banner – como as imagens publicitárias vistas em páginas da internet – nas janelas do mensageiro. “Por exemplo, você poderá receber notificações sobre o status do voo de sua viagem, um recibo de uma compra que você tenha feito, ou uma notificação assim que uma entrega tenha sido feita. Mensagens de marketing que você venha a receber poderão conter ofertas de algo que lhe interesse”, explica a documentação oficial do aplicativo.

Criptografia e privacidade

whatsapp-confirmacao

Tela de confirmação de código de segurança no WhatsApp (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

Apesar de explorar os dados dos usuários para gerar mais receita para o Facebook, o WhatsApp afirma que continua comprometido com a proteção das mensagens enviadas a amigos e grupos. A criptografia de ponta a ponta foi ativada no primeiro semestre de 2016 e impede que o próprio WhatsApp, o Facebook e terceiros interceptem o conteúdo das mensagens em texto, imagem ou vídeo.

“Nós também não iremos vender, compartilhar ou disponibilizar o seu número de telefone para anunciantes”, informa a nota.

Fonte: www.techtudo.com.br


Saiba como recuperar mensagens apagadas no WhatsApp

recuperar mensagens apagadas

Seja por acidente ou tentando esconder alguma coisa, é comum nos epararmos com a necessidade de apagar algumas mensagens do WhatsApp. Caso você se arrependa dessa decisão, ou precise recuperar esse histórico por algum motivo, saiba que é possível trazer de volta essas conversas em poucos passos.

Uma mensagem apagada pelo aplicativo não significa que ela simplesmente deixou de existir. Se a mensagem que você quer recuperar foi enviada ou recebida em algum momento nas últimas 24 horas, basta desinstalar o WhatsApp do aparelho e instalá-lo novamente em seguida. Ao reiniciar, o app vai pedir sua permissão para recuperar as conversas mais recentes.

O WhatsApp não armazena as mensagens dos usuários em um servidor na nuvem por respeito à privacidade, mas você pode manter um backup de segurança por conta própria. Caso esteja usando um iPhone, abra a opção “Ajustes” no WhatsApp, siga até “Ajustes de Conversa”, toque em “Backup de Conversas” e certifique-se de que a opção “Auto Backup” está ativada.

01-w

Assim, seu histórico de mensagens ficará sempre salvo e atualizado pelo iCloud. Se algum dia precisar recuperar alguma conversa, basta desinstalar o WhatsApp e instalá-lo novamente para descarregar o backup pelo serviço da Apple. Porém, se você estiver usando o aplicativo em um dispositivo Android, o caminho é um pouco mais complexo.

O WhatsApp mantém cópias dos últimos sete dias em uma pasta dentro do sistema Android, armazenada no cartão SD ou na memória interna (dependendo das suas configurações). Para ter acesso a esses dados, você pode conectar o celular a um PC por meio de um cabo USB ou utilizando um aplicativo dedicado de gerenciamento de pastas. Nesse caso, usamos o File Manager, mas você pode optar pelo ES File Explorer ou o Web PC Suite.

Para encontrar esse backup, inicie o gerenciador de arquivos no smartphone ou no PC. Escolha o diretório correspondente à memória interna ou externa do seu dispositivo – aquela em que o WhatsApp estiver instalado no celular – e procure pela pasta com o nome do app. Dentro dela, abra a subpasta “Databases”.

É aqui que você vai encontrar as cópias de segurança das mensagens. Repare que cada arquivo possui no nome uma identificação (“msgstore”) e a data correspondente (ano-mês-dia). Um desses arquivos, porém, não tem qualquer data. Esse é o backup das últimas 24 horas – aquele que o Whatsapp recupera automaticamente após ser reinstalado.
02-w

Selecione o arquivo correspondente ao dia da conversa que você quer recuperar e abra a opção de renomeá-lo. Apague do nome do arquivo a data em que aquela conversa foi feita, para que o WhatsApp pense que aquele histórico é o das últimas 24 horas.

Lembrando que o app só vai reconhecer um arquivo de cada vez, ou seja: não adianta renomear todos eles esperando que a restauração do WhatsApp recupere as conversas da última semana inteira. Ele só vai trazer de volta as mensagens de um dia específico.

Também não se esqueça de mudar o nome do backup original, aquele que você encontrou sem data ao abrir a pasta, para não confundir o sistema. Após fazer as alterações, feche o aplicativo de gerenciamento de arquivos ou remova o celular do PC. Agora, é só desinstalar o WhatsApp e instalá-lo novamente em seguida.

Ao reiniciar o programa, aquele arquivo que você modificou vai ser reconhecido como o histórico do último dia de conversas e será recuperado. Você pode realizar esse processo quantas vezes quiser, desde que não se perca com as datas de cada arquivo. Lembrando que mensagens mais antigas, trocadas há mais de sete dias, não podem mais ser recuperadas caso você as tenha apagado.

Fonte: Olhar Digital

Avast anuncia a compra da AVG

avast-avg

A Avast anunciou, nesta quinta-feira, 7 de julho de 2016, ter fechado um acordo para adquirir a AVG por US$ 25 a ação – o que dá aproximadamente US$ 1,3 bilhão, valor que será pago em dinheiro após a aprovação total do negócio.

De acordo com a companhia, o acordo foi aceito unanimemente pelos conselhos de gerenciamento e supervisão da Avast. Na AVG a aprovação também saiu, mas por uma maioria que recomendou aos acionistas que aceitem a venda.

Ambas as empresas foram criadas na República Tcheca entre o final dos anos 1980 e o começo da década seguinte e as duas começaram a expandir os negócios internacionalmente nos anos 2000. Unidas, elas contarão com uma rede com mais de 400 milhões de pontos de acesso – 160 milhões são pontos móveis atuando como sensores, obtendo informações sobre arquivos maliciosos para neutralizar ameaças assim que elas surgem.

“Combinar as forças de duas grandes empresas de tecnologia, ambas fundadas na República Tcheca e com culturas e missões em comum, nos colocará em uma boa posição para tirar vantagem das novas oportunidades que estão por vir, a exemplo do crescimento enorme da Internet das Coisas”, escreveu, em comunicado, o CEO da Avast, Vince Stecker.

Contando com as aprovações de acionistas da AVG e de órgãos reguladores, o negócio deve ser concluído em algum momento entre 15 de setembro e 15 de outubro deste ano.

Fonte: [Olhar Digital]


Mensagem antiga do Facebook volta a assombrar o feed

Mensagem antiga do Facebook

Em 2012, o Facebook havia sido contaminado por um boato bastante irritante que acabou enganando várias pessoas nessa época. O que chateou muita gente foi o fato de o hoax ter se espalhado por meio do feed de notícias, alcançando milhares de pessoas em pouco tempo. Para nossa tristeza, parece que essa “praga” está voltando com força total, iludindo ainda usuários.

O boato que está sendo compartilhado na rede social é de que o Facebook é, agora, uma entidade pública, possuindo a permissão de divulgar, copiar, distribuir ou tomar qualquer informação compartilhada na plataforma. Isso só poderá ser impedido caso a pessoa poste uma mensagem informando que não deseja que seus dados sejam utilizados para outros fins. Como muitos devem imaginar, esse boato é mentira, mas tem enganado muita gente na rede social.

Mensagem antiga do Facebook no feed

O conteúdo original da mensagem segue conforme o texto a seguir, substituindo apenas o “X” pela data de postagem:

EU TAMBÉM NÃO AUTORIZO !!! A partir de “X” de junho de 2016, não dou permissão ao facebook ou às entidades associadas ao facebook para usar minhas imagens, informação ou publicações, tanto do passado como do futuro. Por esta declaração, dou aviso ao facebook que é estritamente proibido divulgar, copiar, distribuir ou tomar qualquer outra ação contra mim com base neste perfil e / ou seu conteúdo. O conteúdo deste perfil é informação privada e confidencial.

Nota: O Facebook é agora uma entidade pública. Todos os membros devem publicar uma nota como esta. Se preferir, pode copiar e colar esta versão. Se não publicar uma declaração pelo menos uma vez, estará permitindo o uso de suas fotos, bem como a informação contida nas atualizações de status do perfil. Não compartilhe. Você tem que copiar e colar.

Mensagem antiga do Facebook - hoax

Para começo de conversa, o Facebook não é uma “entidade pública”. Desde 2012, a rede social se transformou em uma empresa de capital aberto, com ações sendo negociadas na bolsa de valores. Portanto, isso já invalidaria completamente essa ameaça de que Mark Zuckerberg estaria interessado em usar os seus dados para outros fins.

“O discernimento do usuário deveria ser o principal filtro”

Sobre o caráter público de todas as informações compartilhadas, é preciso ir um pouco mais a fundo para entender a questão. As imagens que você joga no Facebook, por exemplo, são “públicas” se considerarmos que qualquer pessoa que as visualize pode – mas não deveria – baixar e as utilizar como bem entender. A própria rede social fala sobre como as informações estão protegidas sobre direito de uso, mas o discernimento do usuário deveria ser o principal filtro.

Você é proprietário de todo o conteúdo e informações que publica no Facebook, e você pode controlar como eles serão compartilhados por meio das suas configurações de privacidade e aplicativos. […]

Ao publicar o conteúdo ou informações usando a opção Público, significa que você permite que todos, incluindo pessoas fora do Facebook, acessem e usem essas informações e as associem a você (isto é, seu nome e a foto do perfil).

Caso você não queira que as suas informações seja compartilhadas em caráter público – para todos os visitantes da rede social –, é preciso modificar o tipo de postagem clicando no cadeado ao lado do editor de mensagem. Ali você pode escolher se o conteúdo poderá ser visualizado apenas por amigos, amigos dos amigos ou por todos.

Portanto, não caia nesse hoax que está se disseminando novamente pelo Facebook. A rede social não se transformou em uma “entidade pública” e suas informações não serão utilizadas para fins maliciosas por Mark Zuckerberg. Mas fica o aviso: tome cuidado com tudo que você compartilha na grande rede. Se você sentiria vergonha de mostrar determinado conteúdo para a sua mãe/pai/responsável, o melhor mesmo é deixar guardado para você.

Fonte:Tecmundo


Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers