Archive for Apple

Aprenda a proteger o smartphone de vírus

proteger-o-smartphone-de-virus

Você sabia que o seu celular também pode ser infectado por vírus? Os smartphones são praticamente computadores portáteis, por isso, é preciso tomar os mesmos cuidados de segurança que temos com o notebook!

Pra evitar que o celular seja infectado, mantenha o sistema operacional sempre atualizado. As fabricantes aproveitam as atualizações pra aumentar a segurança do smartphone e corrigir alguns errinhos que foram encontrados na versão anterior.

E na hora de baixar aplicativos use sempre a loja oficial do celular, que é o Google Play no Android e a App Store no iOS, tá? Assim você evita baixar apps falsos que podem ter vírus. Também é bom dar uma olhada nos comentários e classificações de outros usuários pra ver se não tem alguma reclamação!

E pra facilitar, olha essa dica!

Assim como nos computadores, você pode baixar um antivírus no seu celular. Se você tiver um iPhone, vai perceber que na loja de aplicativos não tem muitas opções. É porque a Apple tirou boa parte dos antivírus da loja, pois ela avalia todos os apps que são oferecidos pros usuários. Mas pra Android tem várias opções, como o Avast, F-Secure, Norton, Kaspersky e ESET.

Eles são bem fáceis de usar! Olha só o Avast: ele verifica os apps instalados, informa quais estão desatualizados e atualiza pra ter certeza de que eles não estão infectados, libera espaço de armazenamento do smartphone e ainda verifica a segurança da rede de internet! Você também pode agendar o escaneamento do antivírus com antecedência, assim não esquece de checar a segurança do smartphone.

E se você descobriu um vírus no celular não precisa se preocupar! É só fazer um backup dos arquivos importantes e uma varredura com o antivírus. Se a culpa for de algum app infectado, é só apagar…e não se esqueça de trocar todas as senhas de redes sociais, banco e e-mail.

Se você preferir, também pode restaurar o celular pro padrão de fábrica, mas isso faz com que todos os dados e aplicativos sejam apagados, tá?

Fonte: Olhar Digital


5 truques do WhatsApp que você talvez não conheça

O aplicativo de mensagens pessoais mais usado do mundo é cheio de recursos, mas nem todos os usuários conhecem grande parte deles. Para muitas pessoas, o app só serve para conversar com amigos e parentes por chats individuais ou em grupos, sem mais opções ou detalhes.

zapzap

Ainda assim, o WhatsApp recebe novos recursos constantemente e muitos deles passam despercebidos por quem não está prestando atenção às mudanças sutis na interface do app.

Selecionamos cinco coisas que o aplicativo pode fazer e que você talvez não saiba.

1 – Saiba quem leu a sua mensagem em um chat em grupo

Os já famosos “tiques” azuis, que entregam quando um contato leu sua mensagem, não são particularmente úteis em conversas de grupo. Afinal, num chat com mais de três pessoas, o tique azul só aparece quando sua mensagem já foi lida por todos os membros.

É possível descobrir quem, individualmente, já recebeu ou leu sua mensagem, e quem ainda não viu seu recado. Para isso, toque e mantenha pressionada a mensagem que você enviou até que mais opções surjam na tela. Toque então nos três pontos de mais opções e selecione “Dados”. Aí está o relatório da sua mensagem.

img10


2 – Esconda sua foto de perfil de estranhos

Quem nunca foi incluído em um grupo do WhatsApp sem conhecer boa parte dos membros? Isso certamente acontece com muitos usuários, mas é possível esconder algumas de suas informações pessoais para que esses “estranhos” não as vejam se você não quiser.

Para isso, abra a tela de Configurações e selecione “Conta”. Depois disso, acesse “Privacidade” e determine quem pode saber quando você esteve online, sua foto do perfil e sua frase de status: se qualquer um, apenas seus contatos ou ninguém.

img20


3 – Crie atalhos para conversas

É provável que, entre as dezenas ou centenas de contatos que você tem no WhatsApp, suas conversas mais frequentes sejam com apenas um ou dois grupos, até três ou quatro pessoas individualmente. É possível criar um atalho para esses chats, sem que você precise abrir o aplicativo toda vez que quiser falar com alguém em específico.

O caminho é relativamente simples. Na lista de conversas, pressione e segure o grupo ou contato que você quiser e, nos três pontos de opções no canto da tela, selecione “Adicionar atalho para conversa”. Agora, o ícone da sua conversa está disponível diretamente na tela de início do smartphone.

img30


4 – Mande uma mensagem para vários contatos ao mesmo tempo

Quer fazer um anúncio para vários de seus amigos ou parentes, mas não quer usar o Facebook ou criar um grupo só para isso? Há uma maneira mais eficiente de mandar a mesma mensagem, individualmente e em privado, para vários contatos, sem precisar copiar e colar diversas vezes.

Basta criar uma transmissão. Selecione os três pontos de mais opções no canto da tela e toque em “Nova transmissão”. Escolha quais dos seus contatos receberão a mensagem e escreva. Cada um deles receberá a sua mensagem individualmente, como se tivessem sido mandadas separadamente.

img4


5 – Acabe com o download automático de imagens

Grupos mais animados do WhatsApp geralmente são cheios de imagens e vídeos trocados entre os membros. Por padrão, o aplicativo baixa todos esses arquivos e entope seu smartphone com muita coisa inútil que você precisa apagar, manualmente, de tempos em tempos para liberar espaço.

Para evitar que o app faça o download automático de imagens e vídeos, vá até as Configurações do WhatsApp. Selecione “Uso de dados” e, sob a guia “Download automático”, determine o que o aplicativo pode fazer quando estiver em roaming, na rede móvel de internet ou no Wi-Fi: baixar imagens, áudio, vídeo, documentos, tudo ou nada.

img50

Fonte: Olhar Digital 

Saiba como recuperar mensagens apagadas no WhatsApp

recuperar mensagens apagadas

Seja por acidente ou tentando esconder alguma coisa, é comum nos epararmos com a necessidade de apagar algumas mensagens do WhatsApp. Caso você se arrependa dessa decisão, ou precise recuperar esse histórico por algum motivo, saiba que é possível trazer de volta essas conversas em poucos passos.

Uma mensagem apagada pelo aplicativo não significa que ela simplesmente deixou de existir. Se a mensagem que você quer recuperar foi enviada ou recebida em algum momento nas últimas 24 horas, basta desinstalar o WhatsApp do aparelho e instalá-lo novamente em seguida. Ao reiniciar, o app vai pedir sua permissão para recuperar as conversas mais recentes.

O WhatsApp não armazena as mensagens dos usuários em um servidor na nuvem por respeito à privacidade, mas você pode manter um backup de segurança por conta própria. Caso esteja usando um iPhone, abra a opção “Ajustes” no WhatsApp, siga até “Ajustes de Conversa”, toque em “Backup de Conversas” e certifique-se de que a opção “Auto Backup” está ativada.

01-w

Assim, seu histórico de mensagens ficará sempre salvo e atualizado pelo iCloud. Se algum dia precisar recuperar alguma conversa, basta desinstalar o WhatsApp e instalá-lo novamente para descarregar o backup pelo serviço da Apple. Porém, se você estiver usando o aplicativo em um dispositivo Android, o caminho é um pouco mais complexo.

O WhatsApp mantém cópias dos últimos sete dias em uma pasta dentro do sistema Android, armazenada no cartão SD ou na memória interna (dependendo das suas configurações). Para ter acesso a esses dados, você pode conectar o celular a um PC por meio de um cabo USB ou utilizando um aplicativo dedicado de gerenciamento de pastas. Nesse caso, usamos o File Manager, mas você pode optar pelo ES File Explorer ou o Web PC Suite.

Para encontrar esse backup, inicie o gerenciador de arquivos no smartphone ou no PC. Escolha o diretório correspondente à memória interna ou externa do seu dispositivo – aquela em que o WhatsApp estiver instalado no celular – e procure pela pasta com o nome do app. Dentro dela, abra a subpasta “Databases”.

É aqui que você vai encontrar as cópias de segurança das mensagens. Repare que cada arquivo possui no nome uma identificação (“msgstore”) e a data correspondente (ano-mês-dia). Um desses arquivos, porém, não tem qualquer data. Esse é o backup das últimas 24 horas – aquele que o Whatsapp recupera automaticamente após ser reinstalado.
02-w

Selecione o arquivo correspondente ao dia da conversa que você quer recuperar e abra a opção de renomeá-lo. Apague do nome do arquivo a data em que aquela conversa foi feita, para que o WhatsApp pense que aquele histórico é o das últimas 24 horas.

Lembrando que o app só vai reconhecer um arquivo de cada vez, ou seja: não adianta renomear todos eles esperando que a restauração do WhatsApp recupere as conversas da última semana inteira. Ele só vai trazer de volta as mensagens de um dia específico.

Também não se esqueça de mudar o nome do backup original, aquele que você encontrou sem data ao abrir a pasta, para não confundir o sistema. Após fazer as alterações, feche o aplicativo de gerenciamento de arquivos ou remova o celular do PC. Agora, é só desinstalar o WhatsApp e instalá-lo novamente em seguida.

Ao reiniciar o programa, aquele arquivo que você modificou vai ser reconhecido como o histórico do último dia de conversas e será recuperado. Você pode realizar esse processo quantas vezes quiser, desde que não se perca com as datas de cada arquivo. Lembrando que mensagens mais antigas, trocadas há mais de sete dias, não podem mais ser recuperadas caso você as tenha apagado.

Fonte: Olhar Digital

Sua internet pode piorar com as limitações das operadoras

ilimitações na internet

No começo de fevereiro que a Vivo anunciou um novo modelo de negócios para o Internet Fixa, antigo Speedy, que é sua divisão responsável por oferecer planos de internet residencial. As declarações da companhia chocaram a internet: a partir de 2017, os planos de banda larga da empresa passariam a ter um sistema de franquia igual aos que já conhecemos no mundo da rede móvel.

Isso significa que, no ano que vem, clientes da companhia terão um limite de dados em gigabytes para navegar na web – e, caso ultrapasse tal saldo, suas conexões podem ter a velocidade reduzida ou até mesmo serem cortadas, sendo necessário pagar uma taxa extra para continuar navegando normalmente. Em seu plano mais econômico (Banda Larga Popular de 200 Kb/s), a Vivo oferecerá uma franquia de 10 GB; no mais robusto (25 Mb/s), esse valor sobe para 130 GB.

Em meio a uma polêmica absurda, não demorou muito para que outras operadoras decidissem aderir à nova moda: a NET/Claro e a Oi entraram na onda das franquias, enquanto a Live TIM preferiu resguardar-se sobre o assunto. Mas, afinal, o que muda na vida do consumidor caso esse novo formato entre em vigor? O que cada empresa tem a dizer sobre o assunto? Quais iniciativas estão sendo organizadas para barrar a mudança? Veja algumas respostas para essas e outras perguntas fundamentais.

VEJA A MATÉRIA COMPLETA AQUI

Veja mais Link1

Veja mais Link2


Golpe no WhatsApp espalha vírus no celular

maxresdefault

Um esquema descoberto no WhatsApp promete acesso ao recurso de videochamadas, ainda inexistente no mensageiro. O convite para usar a falsa ferramenta tem sido disseminado por contatos, na forma de uma mensagem com link. Com isso, uma página é aberta para pedir dados pessoais de usuários, como número de telefone. Revelado nesta segunda-feira (22), o golpe tem origem no Brasil e foi denunciado pela Kaspersky Lab.

Depois de preencher um formulário, quem cai no falso convite é informado, pelo site malicioso, que é necessário convidar dez amigos para a novidade. Essa dinâmica permite ao golpe se espalhar com facilidade e infectar celulares com WhatsApp. 

Após convidar o número mínimo de contatos, o usuário é direcionado para uma série de ofertas de apps de origem duvidosa, que podem prejudicar a segurança do smartphone. De acordo com a Kaspersky Lab, os tipos de aplicativos e conteúdo das mensagens que disparam o esquema são diferentes entre Android,Windows Phone e iPhone (iOS).

Um ponto grave a respeito dessa nova manobra de cibercriminosos é que links de programas legítimos têm sido usados. Com isso, apps confiáveis são distribuídos de forma suspeita, o que pode iludir os clientes. 

Outro detalhe perigoso é que ao informar o número do celular no preenchimento do formulário, o usuário dá aos criminosos a possibilidade de inscrevê-lo em serviços de assinatura, que podem causar prejuízos muito maiores.

whatsapp-golpe

Fique atento para mensagens suspeitas (Foto: Divulgação/Kaspersky Lab)

O golpe repete uma fórmula já aplicada em outros episódios. Para o analista sênior de segurança da Kaspersky Lab no Brasil, Fabio Assolini, isso demonstra que os crimes anteriores foram bem-sucedidos e que os hackers seguem com a mesma estratégia para invadir aparelhos. 

Fonte: [TechTudo]

Celulares seminovos valem descontos na troca por um aparelho novo

celulares

De olho em quem quer trocar o aparelho de celular, as empresas de telefonias estão comprando celulares usados e convertendo o valor em desconto na aquisição de um novo. Os descontos podem chegar a R$ 2,4 mil, a depender da operadora e do estado do aparelho usado.

O programa da Vivo recebe qualquer aparelho independente da operadora, com descontos de até 2,4 mil. No entanto, o desconto está condicionado a contratação de planos pós-pagos e de fidelização. A Oi também realiza a troca do usado. Qualquer aparelho pode valer até R$ 1,6 mil na troca por um novo. Não é necessário aderir a nenhum plano da Oi. Claro e Tim informaram ao CORREIO que ainda não disponibilizam este  serviço para não-clientes.

Procura por usados chega a 30%, aponta Sebrae

O segmento de usados como um todo  tem crescido na contramão da crise. Segundo o superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Adhvan Furtado, a procura do consumidor por esse tipo de negócio e o aumento no movimento de vendas cresceu entre 20% e 30%.

Os números são do último levantamento feito pelo Sebrae, que mostrou ainda que, desde janeiro de 2013, o crescimento dos pequenos negócios nesse segmento era de 23%, considerando as 10,8 mil micro e pequenas empresas existentes no Brasil naquele período. “A própria crise potencializou esse mercado. Todo mundo tem buscado mais benefício com menor custo”, explica Furtado.

Fonte: [iBahia]

Android rende bilhões ao Google

android-2016

Por uma questão de negócios, o Google não divulga oficialmente quanto cada um de seus produtos rende em termos de faturamento e lucro anualmente. Porém, durante um processo movido pela Oracle contra a empresa, a criadora do Java afirmou que só o sistema Android já levou mais de US$ 31 bilhões (cerca de R$ 127 bilhões) aos cofres do Google em sete anos.

A informação foi divulgada durante uma das audiências em que a Oracle acusa o Google de ter utilizado o Java durante o desenvolvimento do Android sem pagar as licenças de uso. Foi durante esse mesmo processo que os advogados da Oracle revelaram que o Google pagou mais de US$ 1 bilhão à Apple para ser o buscador padrão do iPhone.

Lançado em 2008, o Android gera lucros para o Google exibindo anúncios para usuários do sistema e com uma parcela das compras realizadas em sua loja de aplicativos, a Google Play. Segundo a Oracle, o Java foi utilizado de modo ilegal porque o Google tinha pressa para finalizar o sistema operacional que competiria com o iOS, da Apple.

A empresa, naturalmente, não ficou nada feliz com a revelação sobre o seu faturamento. O Google disse que já entrou com uma ação na Justiça americana para remover dos arquivos públicos a transcrição da audiência em que os advogados da Oracle revelam detalhes “sensíveis” para a sua estratégia comercial.

Via [Bloomberg] [Olhar Digital]

 

Não fique sem WhatsApp baixe o Telegram

telegram-messenger-vs-whatsapp

Telegram ganha 1,5 milhão de usuários brasileiros após queda do WhatsApp. O aplicativo Telegram, que tem funções semelhantes às do WhatsApp, passou a ter 500 mil novos usuários brasileiros em três horas, de acordo com o próprio app.
As principais operadoras de telefonia móvel do Brasil foram intimadas pela Justiça nesta quarta-feira (16) a bloquear o app de mensagens WhatsApp em todo o território nacional por 48 horas. O bloqueio vale a partir da 0h de quinta-feira (17).
O recebimento da determinação judicial foi confirmado pelo Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móvel Celular e Pessoal, o SindiTelebrasil, que representa Vivo, Claro, Tim, Oi, Sercomtel e Algar.

Baixe e convide seus amigos agora:

Para Android Click AQUI

Para IOS (Iphone) Click AQUI

 

Ou você pode ir direto no pelo celular e baixar…Na loja Google Play ou App Store – iTunes e procurar por Telegram.

 

O fim do CHIP SIM pode estar próximo…

Fim-do-chip

O SIM card está morrendo, e sua falta provavelmente não será sentida. Depois de anos diminuindo progressivamente de tamanho, Apple e Samsung, as duas maiores fabricantes de smartphones no mundo, estão discutindo com a indústria de telecomunicações o fim do tradicional chip, que dará lugar a uma solução virtual.

O novo ser padrão desenvolvido pela Apple e Samsung em parceria com alguns operadores tem sido chamado e-SIM, uma vez que será construída dentro do aparelho. A ideia é que, no futuro, através do sistema operacional, você registrar o seu número de telefone no Smartphone sem a necessidade de inserir um cartão SIM do operador correspondente. Ou seja, todo o processo é eletrônico e via software. Este novo sistema irá permitir ao utilizador alterar transportador de uma maneira mais fácil, possivelmente colocando a extremidade, a longo prazo, para dispositivos com mais de um chip.

Segundo o Financial Times, as empresas conversam com a GSMA, associação que controla o sistema telefônico GSM, usado pela maioria das operadoras de telefonia no mundo. 

A sigla E-SIM se refere a “embedded SIM”, cuja tradução seria “SIM incorporado”. O nome dá a entender que o usuário não teria mais acesso ao chip do celular. No entanto, isso também não seria necessário, já que você pode trocar de operadora sem precisar mexer no seu Smartphone.

O primeiro passo já foi dado pela Apple há pouco tempo, com o iPad Air 2. Nos EUA, é possível optar pelo Apple SIM, uma solução própria para o cartão SIM virtual. No entanto, o impacto na indústria não foi muito grande, e as operadoras não abraçaram a ideia.

O E-SIM não deve ser um padrão imediato, e o chip tradicional deve continuar sendo dominante por algum tempo, porque ele ainda é muito usado no mundo todo. No entanto, várias grandes operadoras já estão no barco, como AT&T, Deutsche Telekom, Etisalat, Hutchison Whampoa, Orange, Telefónica, Vodafone. Se mais fabricantes e operadoras decidirem apoiar o padrão, o chip SIM como conhecemos hoje deve morrer em alguns anos.

Fonte: [Olhar Digital]

5 conselhos sobre uso de smartphones

smartphones-mau-uso

A medida que smartphones se popularizam e atingem todas as faixas etárias, muitos pais se questionam quando é o momento certo para entregar aos pequenos seus “primeiros” celulares. 

Na opinião da advogada especialista em Direito Digital e fundadora do Instituto iStart, Patricia Peck Pinheiro, o celular deve ser encarado como um equipamento que gera responsabilidade no uso tanto como um automóvel. 

“A indústria de telecomunicações poderia promover mais campanhas educativas sobre o uso seguro do celular. A maioria dos pais quando dá um celular para um filho só diz para ele: não vai gastar muito crédito, não vai deixar quebrar a telinha e não vai perder o celular”, ressalta.

Para a especialista, a educação a respeito do tema deveria ser a oposta. No caso, pais precisam estar atentos para a proteção do filho e não do equipamento. 

 “Essa omissão na educação no uso ético e seguro da tecnologia já alcançou inclusive a universidade. Tem sido bem difícil para os professores conseguirem impor limites aos jovens que passam a aula inteira teclando no celular”, afirma Patricia.

Patricia compara o uso do celular por crianças com os primeiros passeios de bicicleta. O bom uso da tecnologia é uma questão de orientação, diz.

“Se ao dar uma bicicleta ou um skate os pais explicam sobre como ter cuidado para não se machucar, como por exemplo, sobre o dever de usar o capacete, por que o mesmo não está acontecendo com o celular, onde uma medida de proteção simples seria orientar que não se deve caminhar digitando. Além disso, temos que lembrar que estamos formando um cidadão, logo, é importante educar sobre valores e sobre a importância de se cumprir com as leis, com as regras. Mentir a data de nascimento para poder acessar um serviço que exige uma idade mínima na web configura o crime de falsa identidade do art. 307 do Código Penal. Curtir um comentário ofensivo gera responsabilidade por difamação também, pois diga-me com quem navegas que te direi quem és”, adverte.

 A seguir, a especialista destaca princípios de ética e segurança digital para pais e para o ambiente educacional. 

  1. Segurança da Informação deve ser praticada diariamente;
  2. A tecnologia deve contribuir com o ensino-aprendizagem e não atrapalhar;
  3. As informações escolares de alunos são protegidas por sigilo profissional e não devem ser compartilhadas com qualquer pessoa ou em qualquer canal;
  4. Todos devem respeitar a idade mínima recomendada para uso dos recursos digitais;
  5. Proteja a Identidade Digital, senha é coisa séria, é a chave da porta do ambiente digital.
Fonte: [Terra Tecnologia]
Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers