Archive for Apple

Marco Civil da Internet? Cinco pontos essenciais para entender melhor a Lei…

Uma explicação básica preparada pelo Olhar Digital para tentar deixar o projeto mais claro. Define cincos pontos essenciais para entender Marco Civil da Internet. Veja abaixo:

530967

DIREITOS

O Marco Civil considera a internet uma ferramenta fundamental para a liberdade de expressão e diz que ela deve ajudar o brasileiro a se comunicar e se manifestar como bem entender, nos termos da Constituição.

O texto chega a apontar que “o acesso à internet é essencial ao exercício da cidadania”. O internauta tem garantia de que sua vida privada não será violada, a qualidade da conexão estará em linha com o contratado e que seus dados só serão repassados a terceiros se ele aceitar – ou em casos judiciais, chegaremos a este tópico.

NEUTRALIDADE

Um dos pontos essenciais do Marco Civil é o estabelecimento da neutralidade da rede. Em linhas gerais, quer dizer que as operadoras estão proibidas de vender pacotes de internet pelo tipo de uso.

O governo até pode fazer essa discriminação, mas só em duas situações: se ela for indispensável para a prestação dos serviços; ou se serviços de emergência precisarem ser priorizados. Mesmo assim, o presidente que estiver no comando não tem como simplesmente mandar tirar internet de um lugar e botar no outro. Ele precisará consultar o Comitê Gestor da Internet e a Agência Nacional de Telecomunicações.

GUARDA DE INFORMAÇÕES

Os provedores de internet e de serviços só serão obrigados a fornecer informações dos usuários se receberem ordem judicial. No caso dos registros de conexão, os dados precisam ser mantidos pelo menos por um ano, já os registros de acesso a aplicações têm um prazo menor: seis meses.

Qualquer empresa que opere no Brasil, mesmo sendo estrangeira precisa respeitar a legislação do país e entregar informações requeridas pela Justiça. Caso contrário, enfrentarão sanções entre advertência, multa de até 10% de seu faturamento, suspensão das atividades ou proibição de atuação.

Foi derrubada a obrigatoriedade de empresas operarem com data centers no Brasil ainda na Câmara.

RESPONSABILIZAÇÃO PELO CONTEÚDO

A empresa que fornece conexão nunca poderá ser responsabilizada pelo conteúdo postado por seus clientes. Já quem oferece serviços como redes sociais, blogs, vídeos etc. corre o risco de ser culpado, caso não tire o material do ar depois de avisado judicialmente. Por exemplo: se a Justiça mandar o Google tirar um vídeo racista do YouTube e isso não for feito, o Google se torna responsável por aquele material.

Haverá um prazo para que o conteúdo considerado ofensivo saia de circulação, mas o juiz que cuidar do caso pode antecipar isso se houver “prova inequívoca”, levando em conta a repercussão e os danos que o material estiver causando à pessoa prejudicada.

OBRIGAÇÕES DO GOVERNO

Administrações federal, estaduais e municipais terão uma série de determinações a cumprir, caso o Marco Civil se torne realidade. Entre eles estabelecer “mecanismos de governança multiparticipativa, transparente, colaborativa e democrática, com a participação do governo, do setor empresarial, da sociedade civil e da comunidade acadêmica”.

Os governos serão obrigados a estimular a expansão e o uso da rede, ensinando as pessoas a mexer com a tecnologia para “reduzir as desigualdades” e “fomentar a produção e circulação de conteúdo nacional”.

Os serviços de governo eletrônico precisarão ser integrados para agilizar processos, inclusive com setores da sociedade, e a internet ainda será usada para “publicidade e disseminação de dados e informações públicos, de forma aberta e estruturada”.

Por fim, há ainda a preferência por tecnologias, padrões e formatos abertos e livres, e a de se estimular a implantação de centros de armazenamento, gerenciamento e disseminação de dados no Brasil, “promovendo a qualidade técnica, a inovação e a difusão das aplicações de internet, sem prejuízo à abertura, à neutralidade e à natureza participativa”.

A Lei…

Projeto de Lei 2.126/2011 passou pelo Senado. Com isso, resta apenas a assinatura de Dilma Rousseff e a publicação no Diário Oficial para entrar em vigor o Marco Civil da Internet, determinando os direitos e deveres de todos os brasileiros conectados – incluindo governos, empresas que fornecem conexão e as que são responsáveis por serviços de e-mail, sites, redes sociais etc.

Caso prefira, baixe aqui (em .DOC) a versão aprovada na Câmara dos Deputados.

 Fonte: [Olhar Digital]

Quem Criou o www? Conheça um pouco sobre Tim Berners-Lee…

Focado em TI

Tim Berners-Lee

 

A pós-graduação da Universidade de Oxford, Tim Berners-Lee inventou a World Wide Web, uma iniciativa hipermídia baseado na Internet para compartilhar informações globais, enquanto no CERN, o Laboratório Europeu de Física de Partículas, em 1989. Ele escreveu o primeiro cliente web e servidor em 1990. Suas especificações de URIs, HTTP e HTML foram refinadas como a tecnologia Web propagação.

Ele é o diretor do World Wide Web Consortium (W3C), uma organização de padrões Web fundada em 1994 que desenvolve tecnologias interoperáveis ​​(especificações, diretrizes, software e ferramentas) para levar a Web ao seu potencial máximo. Ele era um diretor do Science Trust Web (WST), lançado em 2009 para promover a investigação e educação em Ciência da Web, o estudo multidisciplinar da humanidade conectada pela tecnologia.

Tim é diretor do World Wide Web Foundation, lançado em 2009 para coordenar os esforços para promover o potencial da Web para beneficiar a humanidade. Ele promoveu dados governamentais abertos a nível mundial, é membro do Conselho de Transparência do Reino Unido, e presidente do London Institute Open Data .

Em 2001 ele tornou-se membro da Royal Society. Ele tem sido o destinatário de vários prêmios internacionais, incluindo o Prêmio do Japão, o Prémio Príncipe das Astúrias Foundation, o Millennium Technology Prize e Die prêmio Quadriga da Alemanha. Em 2004, ele foi nomeado cavaleiro pela rainha Elizabeth e, em 2007, ele foi condecorado com a Ordem do Mérito. Em 2009 ele foi eleito um associado estrangeiro da Academia Nacional de Ciências. Ele é o autor do livro ” Tecendo a Web “.

Em 18 de março de 2013, Tim, junto com Vinton Cerf, Robert Kahn, Louis Pouzin e Marc Andreesen, foi agraciado com o Prêmio Rainha Elizabeth de Engenharia para a “inovação pioneira em engenharia que tem sido um benefício global para a humanidade.”

Fonte:[W3]

Os 10 profissionais de TI que se destacarão em 2014

O momento é propício para profissionais de TI que estão se preparando para dar um upgrade na carreira em 2014. Novos cargos devem ser criados e alguns talentos serão mais disputados, com perspectivas de valorização salarial.

6219-crescimento_800

Confira as dez maiores demandas para 2014:

 

1. Cloud computing e virtualização
A computação em nuvem possui um modelo de infraestrutura de TI que provê recursos de modo mais fácil e econômico. Dessa forma, as empresas podem pensar em ter mais aplicações para aprimorar e alavancar negócios, o que, consequentemente, demanda que os profissionais de TI e os desenvolvedores de aplicativos tenham a habilidade de explorar os recursos da nuvem.

2. Programação e desenvolvimento de aplicativos
“Saber programar é e sempre será um grande diferencial em qualquer função de TI”, afirma Sandro Melo, professor e coordenador do curso de Redes de Computadores da BandTec, faculdade de TI ligada ao colégio Bandeirantes, os talentos de TI precisam reinventar-se constantemente.  Esta é uma habilidade importante, não só para quem atua com programação, mas também em outras áreas, como, por exemplo, o profissional de rede e banco de dados, em que o conhecimento de programação passa ser um diferencial para prover automação e escalabilidade.

3. Armazenamento de dados
Outra competência em alta. “As pessoas falam de computação em nuvem e se esquecem que esses arquivos têm que estar armazenados em algum lugar”, explica Melo. Por isso, há uma demanda crescente de profissionais com capacidade de criar, registrar, armazenar e gerenciar grande quantidade de estoque de dados.

4. BI
As empresas já aprenderam que inteligência de dados é algo relevante. Apesar de ser uma competência consolidada, as crescentes demandas motivam um campo fértil para expansão e também especialistas com domínio em BI.

5. Big Data
É preciso tratar dados não estruturados e torná-los úteis. Isso demanda profissionais com conhecimentos arrojados, que tenham boa base educacional nas áreas exatas, como cientistas de dados. Big Data é uma das principais prioridades para muitas empresas, mas precisa de pessoas certas para analisar a montanha de informação gerada todos os dias, principalmente a produzida pelas redes sociais.

6. Mobilidade
Em um futuro próximo, as pessoas deixarão de comprar computadores e passarão a utilizar apenas dispositivos móveis. E conforme há o crescimento deste recurso, as empresas passam a precisar, cada vez mais, de profissionais que estejam aptos a lidar com as demandas relacionadas à proliferação de tais dispositivos.

 7. IPv6
A “Internet das Coisas” vai gerar um outro conceito computacional, por isso é necessário existir estrutura que permita isso. No entanto, infelizmente, o Brasil ainda é um dos países que pouco fizeram. Muito disso por conta da falta de profissionais capacitados em IPv6.

8. Segurança
Garantir segurança nos ambientes atuais está cada vez mais complexo. Por isso, o mercado tem procurado profissionais que tenham a capacidade não só de construir modelos de segurança, mas também de testá-los, além de serem capaz de atuar quando o problema ocorrer.

 9. Soft Skills
Além das competências técnicas listadas acima, cada vez mais as empresas têm reconhecido a importância dos fatores comportamentais no trabalho. Seja para o sucesso dos projetos e processos, ou ainda, para o próprio desenvolvimento profissional, competências globais em gestão têm tido o mesmo peso que os conhecimentos técnicos.

“O ideal é que um profissional tenha um bom equilíbrio entre os hard e os ‘soft skills”, comenta Melo.  Para trabalhar essas competências com seus alunos, a BandTec oferece aos estudantes o Programa H, que integra formação humanista aos cursos de TI oferecidos pela instituição.

10. Inglês
Falar inglês na área de TI é essencial. Muitas das tecnologias são desenvolvidas nesse idioma, por isso, assim como uma boa formação, o idioma faz parte das competências necessárias do profissional que escolhe atuar em TI.

Fonte: [CIO.UOL]

Como Bloquear definitivamente um celular perdido ou roubado? Conheça o código IMEI!

O código IMEI

É o acrônimo de Mobile Equipment Identity (Identificação Internacional de Equipamento Móvel) é o código necessário para bloquear o aparelho em caso de roubo e em muitas situações relacionadas a suporte técnico de fábrica ou assistência técnica.

Todas as marcas têm códigos que podem ser digitados para realizar funções específicas de forma mais rápida.  O código IMEI  é um código que serve para identificar unicamente o seu aparelho celular. Dependendo da marca e da situação, o código IMEI pode ser chamado de “Número de série” ou “Número serial” ou mesmo “Serial number” do seu aparelho.

Há três maneiras principais de descobrir o IMEI do seu telefone celular:

  • A primeira delas é a mais complicada: você deverá abrir o seu telefone, tirar a bateria e procurar algum adesivo que tenha este número impresso.

Att-IMEI

  • A segunda maneira é simples, mas nem sempre você terá como fazer! Procure a nota fiscal do seu aparelho, caso você ainda a tenha e procure pelo código IMEI.

nota fiscal imei2013

  • A terceira é a maneira mais simples de todas basta digitar o código *#06# como se fosse fazer uma chamada. Após digitar este código, seu aparelho irá exibir o número de série (ou IMEI) para que você possa copiar tranquilamente.

Cómo-hacer-para-saber-el-IMEI-de-nuestro-celular




Como bloquear o IMEI

Bloquear o IMEI é a única garantia que você tem de que o ladrão não vai usar seu celular e nem tirar proveito de uma coisa que é sua. Para evitar transtornos, sempre mantenha o IMEI em um lugar seguro. Se você não tem a caixa, anote o número e guarde-o em casa, dessa forma se algo acontecer você tem o que precisa para solicitar o bloqueio.

1° Passo: Faça um Boletim de Ocorrência

Se o aparelho foi furtado ou você o perdeu, a primeira coisa a fazer (sempre) é ir até uma delegacia e solicitar um Boletim de Ocorrência – ele é obrigatório para o bloqueio do IMEI. Em alguns estados é possível solicitá-lo pela internet, sendo assim, procure o site da Polícia Civil para encontrar a Unidade Policial mais próxima.

Mesmo que a possibilidade de recuperação do aparelho seja pequena, sempre faça um BO, pois com ele em mãos é possível provar que o celular não estava com você se ele for usado em algo ilícito. Além disso, as autoridades podem saber exatamente o número de telefones roubados e tomar medidas para evitar mais furtos.

2° Passo: Converse com a operadora

Com o BO em mãos, entre em contato com sua operadora e solicite o bloqueio do IMEI e, se possível, do chip também. O atendente solicitará a cópia do BO por fax ou e-mail e assim que você enviar, o bloqueio será concluído.

celblock

Com isso, o aparelho perde completamente a utilidade. Embora não seja possível recuperá-lo, quem o roubou também não poderá fazer muita coisa com ele. Se todas as pessoas seguirem esses passos, roubar celulares perde o sentido, tendo em vista que eles não podem mais ser usados como tal.

FICA A DICA…

Fonte: [Tecmundo]
 

 


Como serão as Tecnologias no futuro?

051208_computador_futuro

As tecnologias crescem cada vez mais rápido, comparamos ha dez anos, hoje e daqui dez ou mais como será que esta esse mundo? cada vez mais presente na vida das pessoas… esses dois vídeos mostram como as empresas de tecnologia analisam e prevê o futuro tecnológico e o que ele vai mudar na vida de cada um…

Veja os vídeos


Vídeo2

Se não conseguir visualizar clica nos links abaixo:

Vídeo1

Vídeo2

Veja os tipos de ameaças e riscos que você corre na internet…

virus-no-computador-como-acabar

 

Spam

E-mail não solicitado, geralmente enviado a um grande número de pessoas. É difícil encontrar quem se utilize do correio eletrônico hoje em dia que já não tenha ouvido falar em spam, ou pior ainda, não seja uma de suas vítimas diárias. Se você é um dos felizardos que nunca foi apresentado ao spam, saiba que este é o termo pelo qual é comumente conhecido o envio, a uma grande quantidade de pessoas de uma vez, de mensagens eletrônicas, geralmente com cunho publicitário, mas não exclusivamente.

Malware

Termo que define todos os programas que executam ações maliciosas em um computador. São exemplos de Malware:

  • Adware: Software desenhado para apresentar propagandas, é considerado um Malware quando direciona a navegação do usuário ou monitora seus hábitos para envio de Spam.
  • Spyware: Software utilizado para monitorar atividades de um sistema e enviar informações para terceiros. Amplamente utilizado para roubo de senhas. Spywares são programas espiões, isto é, sua função é coletar informações sobre uma ou mais atividades realizadas em um computador. Todavia, isto não significa que eles sejam em sua totalidade programas maus. Existem sim, muitos spywares de má índole, criados para coletar informações pessoais e, com elas, praticar atividades ilegais.
  • Cavalo de Tróia ou Trojan Horse: é um tipo programa malicioso que podem entrar em um computador disfarçado como um programa comum e legítimo. Ele serve para possibilitar a abertura de uma porta de forma que usuários mal intencionados possam invadir seu PC.
  • Vírus: código responsável por “infectar” outros arquivos, inclusive o sistema operacional. Pode realizar operações não autorizadas e nem solicitadas pelo usuário. Disseminados através de Trojans, Pen Drives, etc.
  • Worm: é um programa semelhante aos vírus, com a diferença de este ser auto-replicante, ou seja, ele cria cópias funcionais de si mesmo e infectam outros computadores. Tal infecção pode ocorrer através de conexões de rede locais, Internet ou anexos de emails. Alguns worms infectaram centenas de computadores por meio das redes sociais MySpace e Facebook.
  • Keylogger: programa ou dispositivo capaz de monitorar e armazenar o que for digitado em um computador geralmente instalado por Trojans.
  • Botnet: rede de robôs, geralmente instalados através de um Malware transformando o computador da vítima em um “Zumbi”, que passa a atender a comandos remotos.

Veja alguns antivírus que pode ajudar a identificar essas pragas:

AVG

AVAST

AVIRA

ZONEALARM

Fonte:[Tecmundo]

 

Os cinco erros mais comuns durante uma entrevista de emprego… Veja…

 

entrevista de emprego

Especialistas em recursos humanos listam abaixo cinco erros mais comuns durante uma entrevista de emprego que causam rejeição imediata do candidato. Vejam a seguir quais são:

1. Perda de controle 

Muitos profissionais ficam inseguros e tensos durante as entrevistas pessoalmente de emprego. Esse comportamento, às vezes, torna os candidatos incapazes de responder perguntas básicas com naturalidade, o que prejudica o seu desempenho.

2. Quebra de protocolo 

Antes de ir para uma entrevista é aconselhável saber o tipo de empresa para qual está se candidatando. Não há nada pior do que ir para entrevista com roupa inapropriada ou não respeitar a filosofia da companhia. Procure saber com antecedência o estilo de seu futuro empregador e siga o código de vestimenta. Pode ser que a empresa exija que você compareça com terno ou roupas formais. Se for mais despojada, pode até ser permitido o uso de roupas informais, desde que estejam adequadas para a ocasião.

3. Preparação insuficiente

Conhecer todos os detalhes e história da empresa para a qual deseja ser contratado é essencial. Esteja preparado para perguntas sobre o tipo de negócio do seu futuro empregador. Se informar sobre a companhia, sua atuação no mercado e saber como pode contribuir para a companhia, conta ponto a seu favor. É uma forma de mostrar que vale a pena ser contratado.

4. Perfil inadequado 

Às vezes o desespero para conseguir um novo emprego faz com que profissionais se candidatem ou aceitem participar de entrevistas para posições que não são apropriadas ao seu perfil. Eles podem estar fora da faixa etária exigida ou não ter experiência necessária para o cargo em aberto. Avalie com cautela se vale a pena se expor nessas situações. Você pode causar uma impressão ruim e não ser chamado para futuras entrevistas dessa empresa.

5. Falta de clareza nas respostas

Muitos candidatos são derrubados nas entrevistas por não saberem responder algumas perguntas com clareza. Eles dão respostas ambíguas quando são questionados sobre a experiência que colocaram em seu currículo, intervalos que ficaram desempregados ou as razões pelas quais deixaram o antigo emprego. Psicólogos recomendam que os profissionais se preparem bem para responder às perguntas de forma rápida e convincente.

Fonte:[cioUol]

 

Aspectos legais de Software

Global technology

FREEWARE: Softwares gratuitos, que podem ser utilizados livremente sem ter que pagar por isso.

SHAREWARE: Produtos de Software que podem ser gravados livremente para avaliação mais que requerem o pagamento de uma licença no caso de uso continuado.

DEMO e TRIAL: Geralmente, uma versão mais curta, apenas uma parte deste pode se instalada para que o usuário possa verificar se gosta ou não do produto.

BETA: As versões ainda em desenvolvimento são conhecidas como beta. e que futuramente sairá a definitiva.

OPEN SOURCE: Tipo de distribuição no qual o programa é Freeware e o seu Código Fonte também esta disponível para download.

 

Veja as Classificações dos Tipos de Softwares

Software_Icons_Pack_by_deleket

Básico: Coleção de programas escritos para dar apoio a outros programas (compiladores, editores, gerenciador arquivos)

Tempo real: Monitora analisa e controla eventos do mundo real

Comercial: Folhas de pagamento, conta a pagar-receber, estoques.

Científico e de Engenharia: Simulação mecânica de automóveis, orbital de naves espaciais, biologia molecular.

Embutido: Controlar produtos industriais e de consumo Computador pessoal: Processador de texto, planilhas, diversões, computação gráfica.

 Inteligência Artificial: Sistemas baseados em conhecimento.

 

Fonte:[Faculdade]

 

 

10 promessas que profissionais bem sucedidos fazem

A Revista Forbes elaborou uma lista com 10 atitudes para 2013, que os que profissionais bem sucedidos fazem e procuram seguir…. Confira:

questoes-bem-sucedido-noticias

1 – Prometer gastar mais tempo em coisas que você não quer fazer
Criar uma lista das coisas que você não vai fazer, permite que se invista mais nas poucas coisas que são mais importantes. Assim, se busca uma maior compensação para o que realmente importa e evita-se o que importa menos.

2 – Prometer fazer o essencial primeiro
Ao invés se distrair logo após se levantar – neste caso a revista cita o hábito dos americanos de checar os e-mails como primeira atividade do dia, o objetivo é se focar na tarefa mais importante do dia, quando a mente está renovada.

3 – Prometer pensar no “quem” ao invés de “no que”
Segundo a revista, empresas de sucesso correm o risco de focar demais em seus produtos e distribuidores – nas coisas – perdendo a visão das necessidades dos consumidores – que mudam constantemente. A inovação, diz a revista, começa com os consumidores.

4 – Prometer encontrar seu objetivo
Começar uma carreira, uma empresa ou qualquer tipo de jornada requer que a pessoa esteja firmemente embasada em um propósito, que é fundamental para o sucesso ou a felicidade. “Se você não sabe qual o propósito da sua empresa ou o seu próprio, achar um é a resolução que mais vale a pena”, diz a Forbes.

5- Prometer apoiar uma causa
Apoiar causas como alimentar pessoas que passam fome, salvar florestas, apoiar quem luta contra o câncer, por exemplo, são situações que deixam as pessoas felizes em poder auxiliar.

6 – Prometer criar mais escolhas
Quanto mais escolhas uma pessoa tem, menos presa ela se sente e, consequentemente, mais feliz fica. Toda vez que se sentir triste, a ideia é fazer um brainstorming focando em possibilidades.

7 – Prometer achar um parceiro
Walt Disney e Roy Disney; Steve Jobs e Steve Wozniak; Orville Wright e Wilbur Wright. Quando há inovação, há um sonhador e um executor, diz a revista. A ideia é achar um parceiro para ajudá-lo a colocar em execução determinada inovação profissional ou empreendedora.

8 – Prometer sair da jaula
O lado triste e irônico de ser um expert no que se faz é que, ao chegar a este ponto, a pessoa tem dificuldade de ver outras possibilidades. Ao invés de confiar apenas na sua experiência, o ideal é achar outros experts que queiram resolver desafios similares aos seus. A ideia é perguntar a eles o que falta a você.

9 – Prometer ser criativo
Fazer três perguntas o ajudarão a manter-se longe do papel de vítima e ajudam na criatividade: Qual é o resultado que você quer? O que está em seu caminho? Como você superar esses obstáculos?

10 – Prometer planejar as férias (agora)
Planeje suas férias com um ano de antecedência. Ter algo para aguardar e para se lembrar é “precioso”, diz a publicação.

 

 

Fonte: [Terra][Forbes]

 

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers