Tag Archive for duvirtual soluçoes web

Cinco países onde o Google quase não existe…

google-Focadoemti

A liderança do Google a nível global no campo das buscas é avassalador. O Google é de longe o buscador e o site mais acessado do mundo, mais por incrível que pareça existe países que praticamente não usa o buscador. Veja abaixo os países e seus principais navegadores.

  1. RÚSSIA: O buscador que domina por lá com mais de 46% é o Yandex.
  2. REPÚBLICA CHECA:Seznam é outro nome desconhecido por aqui, mas na República Checa é o buscador preferido dos internautas.
  3. CHINA: O Baidu  é a página mais visitada da China, onde conta com 60% das buscas..
  4. CORÉIA DO SUL: Por lá quem domina é o Naver,  60% das buscas geradas naquele país são feita nesse buscador.
  5. JAPÃO: Ali o buscador é o Yahoo Japão, que dispõe de mais de 50% do mercado de buscas no Japão.

Só para lembrar no Brasil o Google domina 90% das buscas e é o site mais acessado junto com o Facebook e Youtube.

Fonte:[Mdig]

O que é Sitemap

 

Focado-em-ti

 

 

O Sitemap (mapa de site) é um arquivo importante para o buscadores, em formato XML (eXtensible Markup Language) ou .TXT. O nome do arquivo não possui um padrão obrigatório, mas geralmente é chamado de SITEMAP.XML. Com a finalidade de listar as páginas de um site que gostaríamos de ter presentes nos resultados de busca. Os sites de busca oferecem ainda um mecanismo para que webmasters submetam o conteúdo de seus sites através de um  resumindo, arquivo sitemap.xml é usado como um índice aos buscadores, facilitando o acesso a essas páginas e arquivos. Pode ser criado de varias formas, manualmente através de aplicativos ou usando ferramentas online para gerar sitemaps, um exemplo é o site www.xml-sitemaps.com que cria sitemaps.xml sem a necessidade da instalação de um programa no computador. Uma vez gerado o (ou os) arquivo(s) sitemap, este deve ser colocado preferencialmente no diretório principal do site. Em seguida, devem ser informadas as ferramentas dos buscadores a localização e nome do arquivo para que comece o processo de rastreamento e indexação. No caso do Google a ferramenta é o Google Webmaster Tools.

Quem Criou o www? Conheça um pouco sobre Tim Berners-Lee…

Focado em TI

Tim Berners-Lee

 

A pós-graduação da Universidade de Oxford, Tim Berners-Lee inventou a World Wide Web, uma iniciativa hipermídia baseado na Internet para compartilhar informações globais, enquanto no CERN, o Laboratório Europeu de Física de Partículas, em 1989. Ele escreveu o primeiro cliente web e servidor em 1990. Suas especificações de URIs, HTTP e HTML foram refinadas como a tecnologia Web propagação.

Ele é o diretor do World Wide Web Consortium (W3C), uma organização de padrões Web fundada em 1994 que desenvolve tecnologias interoperáveis ​​(especificações, diretrizes, software e ferramentas) para levar a Web ao seu potencial máximo. Ele era um diretor do Science Trust Web (WST), lançado em 2009 para promover a investigação e educação em Ciência da Web, o estudo multidisciplinar da humanidade conectada pela tecnologia.

Tim é diretor do World Wide Web Foundation, lançado em 2009 para coordenar os esforços para promover o potencial da Web para beneficiar a humanidade. Ele promoveu dados governamentais abertos a nível mundial, é membro do Conselho de Transparência do Reino Unido, e presidente do London Institute Open Data .

Em 2001 ele tornou-se membro da Royal Society. Ele tem sido o destinatário de vários prêmios internacionais, incluindo o Prêmio do Japão, o Prémio Príncipe das Astúrias Foundation, o Millennium Technology Prize e Die prêmio Quadriga da Alemanha. Em 2004, ele foi nomeado cavaleiro pela rainha Elizabeth e, em 2007, ele foi condecorado com a Ordem do Mérito. Em 2009 ele foi eleito um associado estrangeiro da Academia Nacional de Ciências. Ele é o autor do livro ” Tecendo a Web “.

Em 18 de março de 2013, Tim, junto com Vinton Cerf, Robert Kahn, Louis Pouzin e Marc Andreesen, foi agraciado com o Prêmio Rainha Elizabeth de Engenharia para a “inovação pioneira em engenharia que tem sido um benefício global para a humanidade.”

Fonte:[W3]

O que significa cada som disparado de dentro do seu computador! Pode ser um problema…

Significado-dos-Bips-de-sua-Placa-mae-criandomsn

Muitas vezes quando ligamos o computador, damos de cara com problemas e só recebemos de informação os apitos da BIOS (chamados de BIOS Tone POST Codes)! Se não temos à mão uma tabela com o significado dos apitos, o trabalho se torna um exercício de adivinhação que além de tomar muito tempo, pode acabar resultando em gastos de dinheiro trocando peças desnecessárias.

Pensando nisso, conseguimos umas tabelas dos famosos apitos, para que você possa ter alguma dica com que iniciar a solução do problema!

AMI BIOS Tone POST Codes

Apito

Condição de Erro

1 curto Atualização de DRAM
2 curtos Circuito de Paridade
3 curtos Memória Base 64K RAM
4 curtos Timer do Sistema
5 curtos Processador
6 curtos Controlador de teclado – gate A20
7 curtos Virtual mode exception
8 curtos Teste de memória (read/write) de vídeo
9 curtos ROM BIOS checksum
10 curtos CMOS shutdown read/write
11 curtos Memória Cache
1 longo, 3 curtos Memória Convencional/extendida
1 longo, 8 curtos Teste de Display/retrace

 

AWARD BIOS Tone POST Codes

Apito

Condição de Erro

1 longo, 2 curtos Erro de Display – não é possível mostrar outras informações
Qualquer outro Erro de memória RAM

*Demais problemas ou condições são mostrados na tela

Phoenix BIOS Tone POST Codes – Erros Fatais

Apito

Condição

Nenhum teste de registro de CPU
Nenhum teste dos 64K RAM iniciais
Nenhum Procedimento de carregamento do vetor de interrupção
Nenhum falha de força CMOS/cálculo do checksum
Nenhum Procedimento de validação de configuração de vídeo
Nenhum vídeo funcionando com vídeo ROM
Nenhum vídeo funcional
Nenhum vídeo Monocromático funcional
Nenhum vídeo CGA funcional
1-1-3 CMOS write/read
1-1-4 ROM BIOS checksum
1-2-1 Timer do Sistema
1-2-2 inicialização do DMA
1-2-3 registro da página de DMA (write/read)
1-3-1 verificação da atualização da memória RAM
1-3-3 chip dos 64K RAM iniciais ou linha de dados
1-3-4 lógica odd/even dos 64K RAM iniciais
1-4-1 endereço de linha dos 64K RAM iniciais
1-4-2 falha de paridade nos 64K RAM iniciais
2-1-1 Bit 0, 64K RAM iniciais
2-1-2 Bit 1, 64K RAM iniciais
2-1-3 Bit 2, 64K RAM iniciais
2-1-4 Bit 3, 64K RAM iniciais
2-2-1 Bit 4, 64K RAM iniciais
2-2-2 Bit 5, 64K RAM iniciais
2-2-3 Bit 6, 64K RAM iniciais
2-2-4 Bit 7, 64K RAM iniciais
2-3-1 Bit 8, 64K RAM iniciais
2-3-2 Bit 9, 64K RAM iniciais
2-3-3 Bit 10, 64K RAM iniciais
2-3-4 Bit 11, 64K RAM iniciais
2-4-1 Bit 12, 64K RAM iniciais
2-4-2 Bit 13, 64K RAM iniciais
2-4-3 Bit 14, 64K RAM iniciais
2-4-4 Bit 15, 64K RAM iniciais
3-1-1 registro de DMA Slave
3-1-2 registro de DMA Master
3-1-3 Registrador da interrupção Master
3-1-4 Registrador da interrupção Slave
3-2-4 controlador de teclado
3-3-4 inicialização do vídeo
3-4-1 retrace do vídeo
3-4-2 procura por ROM de vídeo em processamento
4-2-1 teste da interrupção do Timer
4-2-2 teste de Shutdown
4-2-3 falha na porta A20
4-2-4 interrupção inesperada em modo protegido
4-3-1 teste de RAM (endereço da falha >FFFFh)
4-3-3 Intervalo do timer canal 2
4-3-4 relógio do sistema
4-4-1 porta Serial
4-4-2 porta Paralela
4-4-3 teste do co-processador matemático
1-1-2* seleção da placa de sistema
1-1-3* Extender CMOS RAM

*código de áudio precedido por tom mais grave.

IBM POST Tone Codes

Apito

Condição

Nenhum placa mãe, fonte
1 curto Sistema passou por todos os testes
2 curtos Erro de display
contínuo Placa mãe, fonte
1 longo, 1 curto placa mães
1 longo, 2 curtos placa de vídeo
1 longo, 3 curtos EGA
3 longos cartão 3270

 Fonte:[Boadica]

11 dicas para ganhar audiência na internet.

visibilidade-para-marca

 

A internet é uma importante ferramenta para qualquer empresa nos dias de hoje, e para crescer no mundo digital é preciso muito trabalho e algumas técnicas elaboradas dentro e fora do seu site, blog, loja virtual.

Veja as dicas que podem favorecer na visibilidade da sua marca e do seu site no cenário web:

1. Melhorar o design: O aspecto visual de um site deve cumprir duas funções essenciais: ser atraente e ao mesmo tempo funcional. Para isso, é recomendável não usar cores estridentes, recorrer a um tamanho de fonte adequado para a leitura e optar por um design elegante. Com relação ao seu funcionamento, os visitantes devem poder encontrar o que lhes foi prometido facilmente. 

2. Otimizar o posicionamento do site (SEO): O usuário deve definir as 10 primeiras palavras-chave pelas quais quer que sua página online seja encontrada nos buscadores, tendo em consideração as práticas da concorrência e alternativas de diferenciação. Depois, é recomendável incluir as descrições das páginas e também os seus títulos com informaões relevantes sobre o que o site oferece. O Google, por exemplo, conta com ferramentas como o Analytics, que ajuda a obter estatísticas detalhadas sobre o tráfego. Melhorar o SEO de um site é uma tarefa que abrange muitos aspectos e está em constante evolução, portanto, é importante estar sempre atualizado com relação às novidades.

3. Adaptar o site para dispositivos móveis: Se um site não pode ser visualizado corretamente através de um smartphone ou tablet, com certeza perderá visitas. 

4. Otimizar a navegação: É recomendável a criação de um mapa do site porque isto facilita que a informação e conteúdo contidos nele sejam encontradas tanto pelos visitantes quanto pelos motores de pesquisa. Incluir um campo de pesquisa pode ajudar em questões mais específicas.

5. Atualizar o conteúdo: Para chamar a atenção de um visitante e conseguir que ele volte a visitá-lo, é importante oferecer algum tipo de novidade frequente. Uma página web não pode ficar estática e parada no tempo. É importante pensar como redator, anotando ideias que podem ser originais, divulgando ocasiões especiais ou notícias que valem a pena destacar e realizar atualizações sempre.

6. Redes sociais: São os canais ideais para compartilhar as atualizações e interagir com o público. Com isto, favorece-se o posicionamento de uma página e pode-se conhecer a opinião da audiência com relação a uma marca, produto ou serviço. 

7. Diminuir o tempo de carregamento do site: Este aspecto é fundamental tanto para usabilidade quanto para os motores de busca, que consideram este fator muito relevante para determinar o posicionamento das páginas. Uma boa estratégia é não abusar de elementos multimídia, utilizar sistemas de cache (para reduzir a largura de banda consumida e tempo de download) e eliminar complementos que não estão sendo usados.

8. Plano de marketing: Para que os visitantes se tornem clientes, é importante definir objetivos, estratégias e ferramentas que se usará para isso. É essencial planejar as ações que serão realizadas (por exemplo: ofertas, mailings informativos ou qualquer tipo de promoção), definir orçamento e agendar no calendário o tempo a ser reservado para executá-las.

9. Contato: Os visitantes agradecem quando encontram espaços claramente identificados para se expressarem, solicitar mais informação e avaliar o conteúdo publicado. 

10. Personalizar a página de erro: É possível modificar a página padrão de erro 404 por uma mensagem no idioma local. Também pode-se redirecionar o visitante para uma página determinada automaticamente e incluir um link para a página principal do site, para que o visitante possa continuar navegando normalmente.

11. Conteúdo multimídia: Este tipo de recurso atrai a atenção do público, por isso vale a pena publicar fotografias e vídeos do YouTube ou Vimeo que podem interessar aos visitantes. Identificar os tópicos e principais interesses da audiência facilita a tomada de decisões com base em suas preferências.

Fonte: [Olhar Digital]
Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers