Tag Archive for duvirtual

5 truques do WhatsApp que você talvez não conheça

O aplicativo de mensagens pessoais mais usado do mundo é cheio de recursos, mas nem todos os usuários conhecem grande parte deles. Para muitas pessoas, o app só serve para conversar com amigos e parentes por chats individuais ou em grupos, sem mais opções ou detalhes.

zapzap

Ainda assim, o WhatsApp recebe novos recursos constantemente e muitos deles passam despercebidos por quem não está prestando atenção às mudanças sutis na interface do app.

Selecionamos cinco coisas que o aplicativo pode fazer e que você talvez não saiba.

1 – Saiba quem leu a sua mensagem em um chat em grupo

Os já famosos “tiques” azuis, que entregam quando um contato leu sua mensagem, não são particularmente úteis em conversas de grupo. Afinal, num chat com mais de três pessoas, o tique azul só aparece quando sua mensagem já foi lida por todos os membros.

É possível descobrir quem, individualmente, já recebeu ou leu sua mensagem, e quem ainda não viu seu recado. Para isso, toque e mantenha pressionada a mensagem que você enviou até que mais opções surjam na tela. Toque então nos três pontos de mais opções e selecione “Dados”. Aí está o relatório da sua mensagem.

img10


2 – Esconda sua foto de perfil de estranhos

Quem nunca foi incluído em um grupo do WhatsApp sem conhecer boa parte dos membros? Isso certamente acontece com muitos usuários, mas é possível esconder algumas de suas informações pessoais para que esses “estranhos” não as vejam se você não quiser.

Para isso, abra a tela de Configurações e selecione “Conta”. Depois disso, acesse “Privacidade” e determine quem pode saber quando você esteve online, sua foto do perfil e sua frase de status: se qualquer um, apenas seus contatos ou ninguém.

img20


3 – Crie atalhos para conversas

É provável que, entre as dezenas ou centenas de contatos que você tem no WhatsApp, suas conversas mais frequentes sejam com apenas um ou dois grupos, até três ou quatro pessoas individualmente. É possível criar um atalho para esses chats, sem que você precise abrir o aplicativo toda vez que quiser falar com alguém em específico.

O caminho é relativamente simples. Na lista de conversas, pressione e segure o grupo ou contato que você quiser e, nos três pontos de opções no canto da tela, selecione “Adicionar atalho para conversa”. Agora, o ícone da sua conversa está disponível diretamente na tela de início do smartphone.

img30


4 – Mande uma mensagem para vários contatos ao mesmo tempo

Quer fazer um anúncio para vários de seus amigos ou parentes, mas não quer usar o Facebook ou criar um grupo só para isso? Há uma maneira mais eficiente de mandar a mesma mensagem, individualmente e em privado, para vários contatos, sem precisar copiar e colar diversas vezes.

Basta criar uma transmissão. Selecione os três pontos de mais opções no canto da tela e toque em “Nova transmissão”. Escolha quais dos seus contatos receberão a mensagem e escreva. Cada um deles receberá a sua mensagem individualmente, como se tivessem sido mandadas separadamente.

img4


5 – Acabe com o download automático de imagens

Grupos mais animados do WhatsApp geralmente são cheios de imagens e vídeos trocados entre os membros. Por padrão, o aplicativo baixa todos esses arquivos e entope seu smartphone com muita coisa inútil que você precisa apagar, manualmente, de tempos em tempos para liberar espaço.

Para evitar que o app faça o download automático de imagens e vídeos, vá até as Configurações do WhatsApp. Selecione “Uso de dados” e, sob a guia “Download automático”, determine o que o aplicativo pode fazer quando estiver em roaming, na rede móvel de internet ou no Wi-Fi: baixar imagens, áudio, vídeo, documentos, tudo ou nada.

img50

Fonte: Olhar Digital 

Saiba as origens de algumas palavras no meio tecnológico…

focado-em-ti

 

Parece que não, mas muitos termos tecnológicos possuem origens totalmente diferentes da área de tecnologia. O Site Gizmodo citou alguns…

Veja os mais conhecidos e suas origens…

Bluetooth

No século 10, o rei escandinavo Harald Gormsson ficou conhecido por unir toda a Escandinávia por seu dente. Relatos afirmam que o dente era tão podre, que chegava a ser azul, o que tornou o rei conhecido e fez ele “cair no gosto do povo”. Assim, o monarca recebeu o apelido de “blue tooth” (em inglês, “dente azul”) e mais tarde, foi escolhido por Jim Kardach, desenvolvedor da Intel, para nomear a tecnologia sem fio da empresa.

Spam

Você pode não conhecer, mas durante anos, Spam era o nome de uma marca de carne enlatada que era encontrada facilmente, mas não era muito apreciada pela maioria das pessoas. A AOL, Prodigy e MUD, eles usavam a palavra “spam” em chats para se referir a pessoas que criavam macros para repetir a mesma coisa diversas vezes, entupindo as salas de bate-papo. Foi só mais tarde, nos anos 90, que os usuários resolveram adotar o termo para designar e-mails indesejados.

Google

O nome “Google” vai muito além de um conglomerado de serviços, aplicativos e produtos. Ele deriva do termo matemático “googol”, que responde por um número representado pelo numeral um seguido de 100 zeros. Quando Larry Page e Sergey Brin criaram a empresa, a ideia era uma metáfora na qual o buscador fosse capaz de armazenar uma quantidade aparentemente infinita de informações na internet.

Hack

Muito antes de surgirem os hackers, a palavra “hack” significava, em inglês, durante o ano 1200, um corte bruso ou truque inteligente. Foi só em 1975 que a palavra “hacker” apareceu no The Jargon File, um glossário para programadores. O termo possuía oito definições, sendo que o último designava alguém que fosse um “intrometido malicioso que tenta descobrir informações confidenciais”.

Cookies

A origem do termo cookies na tecnologia é uma metáfora e tanto. Para quem não sabe, “cookies” responde pelo conjunto de informações armazenadas pelo navegador, como senhas e nomes de usuários. Quando programadores resolveram achar um nome para designar esses dados, eles tiveram a ideia de compará-los com biscoitos da sorte chineses. Isso porque enquanto o biscoito salva fortunas dentro de seus conselhos, o programa também salva informações muito valiosas.

Bug

Quem sabe falar inglês sabe que “bug” significa “inseto”. E parece que foi mesmo um inseto que foi responsável pelo surgimento no termo na tecnologia. Isso porque uma teoria de 1947 afirma que quando Grace Hopper, pioneira da programação, estava trabalhando no computador Harvard Mark II, seu trabalho foi suspenso pela presença de uma mariposa que ficou presa no relay, um dos componentes do equipamento. O computador teve de ser reiniciado e daí, surgiu o termo “debugging”.

Fonte: [Olhar Digital]

Cinco países onde o Google quase não existe…

google-Focadoemti

A liderança do Google a nível global no campo das buscas é avassalador. O Google é de longe o buscador e o site mais acessado do mundo, mais por incrível que pareça existe países que praticamente não usa o buscador. Veja abaixo os países e seus principais navegadores.

  1. RÚSSIA: O buscador que domina por lá com mais de 46% é o Yandex.
  2. REPÚBLICA CHECA:Seznam é outro nome desconhecido por aqui, mas na República Checa é o buscador preferido dos internautas.
  3. CHINA: O Baidu  é a página mais visitada da China, onde conta com 60% das buscas..
  4. CORÉIA DO SUL: Por lá quem domina é o Naver,  60% das buscas geradas naquele país são feita nesse buscador.
  5. JAPÃO: Ali o buscador é o Yahoo Japão, que dispõe de mais de 50% do mercado de buscas no Japão.

Só para lembrar no Brasil o Google domina 90% das buscas e é o site mais acessado junto com o Facebook e Youtube.

Fonte:[Mdig]

O que é Sitemap

 

Focado-em-ti

 

 

O Sitemap (mapa de site) é um arquivo importante para o buscadores, em formato XML (eXtensible Markup Language) ou .TXT. O nome do arquivo não possui um padrão obrigatório, mas geralmente é chamado de SITEMAP.XML. Com a finalidade de listar as páginas de um site que gostaríamos de ter presentes nos resultados de busca. Os sites de busca oferecem ainda um mecanismo para que webmasters submetam o conteúdo de seus sites através de um  resumindo, arquivo sitemap.xml é usado como um índice aos buscadores, facilitando o acesso a essas páginas e arquivos. Pode ser criado de varias formas, manualmente através de aplicativos ou usando ferramentas online para gerar sitemaps, um exemplo é o site www.xml-sitemaps.com que cria sitemaps.xml sem a necessidade da instalação de um programa no computador. Uma vez gerado o (ou os) arquivo(s) sitemap, este deve ser colocado preferencialmente no diretório principal do site. Em seguida, devem ser informadas as ferramentas dos buscadores a localização e nome do arquivo para que comece o processo de rastreamento e indexação. No caso do Google a ferramenta é o Google Webmaster Tools.

O que significa cada som disparado de dentro do seu computador! Pode ser um problema…

Significado-dos-Bips-de-sua-Placa-mae-criandomsn

Muitas vezes quando ligamos o computador, damos de cara com problemas e só recebemos de informação os apitos da BIOS (chamados de BIOS Tone POST Codes)! Se não temos à mão uma tabela com o significado dos apitos, o trabalho se torna um exercício de adivinhação que além de tomar muito tempo, pode acabar resultando em gastos de dinheiro trocando peças desnecessárias.

Pensando nisso, conseguimos umas tabelas dos famosos apitos, para que você possa ter alguma dica com que iniciar a solução do problema!

AMI BIOS Tone POST Codes

Apito

Condição de Erro

1 curto Atualização de DRAM
2 curtos Circuito de Paridade
3 curtos Memória Base 64K RAM
4 curtos Timer do Sistema
5 curtos Processador
6 curtos Controlador de teclado – gate A20
7 curtos Virtual mode exception
8 curtos Teste de memória (read/write) de vídeo
9 curtos ROM BIOS checksum
10 curtos CMOS shutdown read/write
11 curtos Memória Cache
1 longo, 3 curtos Memória Convencional/extendida
1 longo, 8 curtos Teste de Display/retrace

 

AWARD BIOS Tone POST Codes

Apito

Condição de Erro

1 longo, 2 curtos Erro de Display – não é possível mostrar outras informações
Qualquer outro Erro de memória RAM

*Demais problemas ou condições são mostrados na tela

Phoenix BIOS Tone POST Codes – Erros Fatais

Apito

Condição

Nenhum teste de registro de CPU
Nenhum teste dos 64K RAM iniciais
Nenhum Procedimento de carregamento do vetor de interrupção
Nenhum falha de força CMOS/cálculo do checksum
Nenhum Procedimento de validação de configuração de vídeo
Nenhum vídeo funcionando com vídeo ROM
Nenhum vídeo funcional
Nenhum vídeo Monocromático funcional
Nenhum vídeo CGA funcional
1-1-3 CMOS write/read
1-1-4 ROM BIOS checksum
1-2-1 Timer do Sistema
1-2-2 inicialização do DMA
1-2-3 registro da página de DMA (write/read)
1-3-1 verificação da atualização da memória RAM
1-3-3 chip dos 64K RAM iniciais ou linha de dados
1-3-4 lógica odd/even dos 64K RAM iniciais
1-4-1 endereço de linha dos 64K RAM iniciais
1-4-2 falha de paridade nos 64K RAM iniciais
2-1-1 Bit 0, 64K RAM iniciais
2-1-2 Bit 1, 64K RAM iniciais
2-1-3 Bit 2, 64K RAM iniciais
2-1-4 Bit 3, 64K RAM iniciais
2-2-1 Bit 4, 64K RAM iniciais
2-2-2 Bit 5, 64K RAM iniciais
2-2-3 Bit 6, 64K RAM iniciais
2-2-4 Bit 7, 64K RAM iniciais
2-3-1 Bit 8, 64K RAM iniciais
2-3-2 Bit 9, 64K RAM iniciais
2-3-3 Bit 10, 64K RAM iniciais
2-3-4 Bit 11, 64K RAM iniciais
2-4-1 Bit 12, 64K RAM iniciais
2-4-2 Bit 13, 64K RAM iniciais
2-4-3 Bit 14, 64K RAM iniciais
2-4-4 Bit 15, 64K RAM iniciais
3-1-1 registro de DMA Slave
3-1-2 registro de DMA Master
3-1-3 Registrador da interrupção Master
3-1-4 Registrador da interrupção Slave
3-2-4 controlador de teclado
3-3-4 inicialização do vídeo
3-4-1 retrace do vídeo
3-4-2 procura por ROM de vídeo em processamento
4-2-1 teste da interrupção do Timer
4-2-2 teste de Shutdown
4-2-3 falha na porta A20
4-2-4 interrupção inesperada em modo protegido
4-3-1 teste de RAM (endereço da falha >FFFFh)
4-3-3 Intervalo do timer canal 2
4-3-4 relógio do sistema
4-4-1 porta Serial
4-4-2 porta Paralela
4-4-3 teste do co-processador matemático
1-1-2* seleção da placa de sistema
1-1-3* Extender CMOS RAM

*código de áudio precedido por tom mais grave.

IBM POST Tone Codes

Apito

Condição

Nenhum placa mãe, fonte
1 curto Sistema passou por todos os testes
2 curtos Erro de display
contínuo Placa mãe, fonte
1 longo, 1 curto placa mães
1 longo, 2 curtos placa de vídeo
1 longo, 3 curtos EGA
3 longos cartão 3270

 Fonte:[Boadica]

11 dicas para ganhar audiência na internet.

visibilidade-para-marca

 

A internet é uma importante ferramenta para qualquer empresa nos dias de hoje, e para crescer no mundo digital é preciso muito trabalho e algumas técnicas elaboradas dentro e fora do seu site, blog, loja virtual.

Veja as dicas que podem favorecer na visibilidade da sua marca e do seu site no cenário web:

1. Melhorar o design: O aspecto visual de um site deve cumprir duas funções essenciais: ser atraente e ao mesmo tempo funcional. Para isso, é recomendável não usar cores estridentes, recorrer a um tamanho de fonte adequado para a leitura e optar por um design elegante. Com relação ao seu funcionamento, os visitantes devem poder encontrar o que lhes foi prometido facilmente. 

2. Otimizar o posicionamento do site (SEO): O usuário deve definir as 10 primeiras palavras-chave pelas quais quer que sua página online seja encontrada nos buscadores, tendo em consideração as práticas da concorrência e alternativas de diferenciação. Depois, é recomendável incluir as descrições das páginas e também os seus títulos com informaões relevantes sobre o que o site oferece. O Google, por exemplo, conta com ferramentas como o Analytics, que ajuda a obter estatísticas detalhadas sobre o tráfego. Melhorar o SEO de um site é uma tarefa que abrange muitos aspectos e está em constante evolução, portanto, é importante estar sempre atualizado com relação às novidades.

3. Adaptar o site para dispositivos móveis: Se um site não pode ser visualizado corretamente através de um smartphone ou tablet, com certeza perderá visitas. 

4. Otimizar a navegação: É recomendável a criação de um mapa do site porque isto facilita que a informação e conteúdo contidos nele sejam encontradas tanto pelos visitantes quanto pelos motores de pesquisa. Incluir um campo de pesquisa pode ajudar em questões mais específicas.

5. Atualizar o conteúdo: Para chamar a atenção de um visitante e conseguir que ele volte a visitá-lo, é importante oferecer algum tipo de novidade frequente. Uma página web não pode ficar estática e parada no tempo. É importante pensar como redator, anotando ideias que podem ser originais, divulgando ocasiões especiais ou notícias que valem a pena destacar e realizar atualizações sempre.

6. Redes sociais: São os canais ideais para compartilhar as atualizações e interagir com o público. Com isto, favorece-se o posicionamento de uma página e pode-se conhecer a opinião da audiência com relação a uma marca, produto ou serviço. 

7. Diminuir o tempo de carregamento do site: Este aspecto é fundamental tanto para usabilidade quanto para os motores de busca, que consideram este fator muito relevante para determinar o posicionamento das páginas. Uma boa estratégia é não abusar de elementos multimídia, utilizar sistemas de cache (para reduzir a largura de banda consumida e tempo de download) e eliminar complementos que não estão sendo usados.

8. Plano de marketing: Para que os visitantes se tornem clientes, é importante definir objetivos, estratégias e ferramentas que se usará para isso. É essencial planejar as ações que serão realizadas (por exemplo: ofertas, mailings informativos ou qualquer tipo de promoção), definir orçamento e agendar no calendário o tempo a ser reservado para executá-las.

9. Contato: Os visitantes agradecem quando encontram espaços claramente identificados para se expressarem, solicitar mais informação e avaliar o conteúdo publicado. 

10. Personalizar a página de erro: É possível modificar a página padrão de erro 404 por uma mensagem no idioma local. Também pode-se redirecionar o visitante para uma página determinada automaticamente e incluir um link para a página principal do site, para que o visitante possa continuar navegando normalmente.

11. Conteúdo multimídia: Este tipo de recurso atrai a atenção do público, por isso vale a pena publicar fotografias e vídeos do YouTube ou Vimeo que podem interessar aos visitantes. Identificar os tópicos e principais interesses da audiência facilita a tomada de decisões com base em suas preferências.

Fonte: [Olhar Digital]
Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers