Tag Archive for TI

ALERTA: Você também entrou na onda do teste do gênero oposto no Facebook? Veja a matéria.

facebook-jogo-sexo

O “Como Você Seria Se Fosse Do Gênero Oposto?” é o teste da vez no Facebook. Se você entrou na onda, saiba que pode ter cometido o erro de dar seus dados a uma empresa pouco conhecida, e sabe-se lá o que ela fará com eles.

O gancho para atrair usuários é mostrar como a pessoa ficaria se fosse do gênero oposto, com imagens bem reais. Mas, para realizar o teste, a empresa Kueez solicita que você clique em “Conectar-se ao Facebook” para ver o resultado.

Só que, ao fazer isso, você entrega para a empresa as seguintes informações públicas do seu perfil:

  • Nome;
  • Imagem de perfil;
  • Data de nascimento;
  • Todas as suas fotos e imagens no Facebook;
  • Lista de amigos;
  • Informações de contato;
  • E endereço de e-mail usado para logar na rede social.

A Kueez não é a primeira nem será a última empresa a criar um aplicativo/jogo/quiz de Facebook para conseguir isso. No ano passado, falamos do “Qual Celebridade Você Se Parece”, um caso bem similar.

E, se achou pouco, a política de privacidade da empresa ainda diz que coleta informações não pessoais de usuários, como o modelo do seu celular ou PC com o qual fez o teste, localização e áreas de interesse (no Facebook), entre várias outras coisinhas…

Para que tudo isso?

O de sempre: transformar esse monte de informações em dinheiro. Ou, nas palavras da empresa, para “melhorar o site com base em suas preferências e experiências”, “oferecer conteúdos promocionais”, “criar dados estatísticos, modelo comportamentais e tendências”, etc…

Como tudo é descrito de forma bastante vaga, esses dados podem ser usados de muitos jeitos. Normalmente, servem para gerar anúncios personalizados chatinhos, porém inofensivos….

Mas, neste caso aqui, algumas coisas esquisitas chama a atenção. A Kueez diz que pode compartilhar seus dados “com certos terceiros interessados em lhe fornecer determinados conteúdos promocionais” ou que sua foto de perfil pode  aparecer “como parte integrante dos serviços que oferecemos (ou seja, sua imagem aparecerá em certos questionários ou jogos, MESMO para pessoas que você não conhece)” –sim, eles colocaram o “MESMO” em caixa alta…

A Kueez pertence ao Yoto Media Group, da Israel. Então, se surgir algum problema jurídico, vai ser complicado de resolver por se tratar de um negócio fora do Brasil….

Já fiz o teste, me ferrei?

Não exatamente. A Kueez disponibiliza uma ferramenta em seu site para você remover todos os seus dados pessoais do banco de dados deles, embora não haja nenhuma garantia de que isso será cumprido. (Link da ferramenta).

O melhor é desatrelar seu perfil do app no Facebook. Para isso, vá nas Configurações de Aplicativos do Facebook (por este link), ache o Kueez e delete o app, clicando no “X”.

Novamente: não há garantia de que essas informações já não estejam guardadas no banco de dados da empresa. Mas, se você apaga o app, pelo menos garante que novos dados e arquivos gerados por você a partir de então não serão mais serão mais capturados.

Veja a matéria completa no site Uol Tecnologia.


SAIBA RESOLVER! METADE DOS USUÁRIOS RECEBE AVISO DE MEMÓRIA CHEIA NO CELULAR

Mais da metade dos usuários de smartphones (56%) já recebeu alerta de memória cheia. É o que aponta uma pesquisa realizada pela Western Digital, fabricante de HDs e cartões de memória. Segundo o levantamento, muitos acreditam que um quarto do espaço pode ser recuperado com a limpeza de arquivos inúteis. Por isso, acabam optando por excluir, um a um, os itens indesejados para se livrar do aviso.

A ação pode vir em decorrência de outro dado curioso: de acordo com a WD, 43% dos usuários têm medo de ficar longe do celular. No entanto, apagar arquivos individualmente não é a maneira mais simples de limpar lixo eletrônico do telefone. A seguir, veja seis dicas para recuperar espaço no smartphone e se livrar da notificação de armazenamento lotado.

memória cheia no celular

Como apagar imagens de memes e limpar o WhatsApp

O acúmulo de imagens no WhatsApp é um dos grandes vilões do armazenamento do celular. Normalmente, usuários recorrem à remoção completa da mídia do aplicativo, mas há uma forma de se livrar apenas das fotos que não interessam. O segredo é usar um limpador de Whatsapp para Android.

Passo 1. Baixe e instale o Magic Cleaner no celular. Ao abrir o aplicativo, toque na cabeça do personagem para iniciar a varredura. O app irá analisar as imagens do WhatsApp e mostrar só o que pode ser lixo eletrônico.

foto1

Passo 2. Ao fim da análise, o app mostra imagens em categorias como scans (prints), cartoons (desenhos) e memes. Revise os itens para se certificar de que não há fotos importantes e toque na lixeira para excluir tudo de uma vez.

foto2

Como desligar o download automático das mídias no WhatsApp

Depois de limpar o WhatsApp, é importante se assegurar de que o mensageiro não irá mais acumular tantas imagens inúteis desativando o download automático de mídia.

Passo 1. Acesse as configurações do app na tela inicial e acesse a opção “Dados e armazenamento”.

Foto3

Passo 2. Em “Download automático”, mantenha as três opções abaixo configuradas como “Nenhuma mídia”. Assim, o WhatsApp só irá baixar fotos, vídeos, áudio e documentos se você o fizer manualmente. Na opção “Uso de armazenamento”, é possível ainda saber quais são as pessoas ou grupos que mais lotam a memória do celular.

Foto4

Como apagar outros arquivos desnecessários

Com o WhatsApp devidamente ajustado, é hora de remover outros arquivos inúteis do armazenamento. Aplicativos como o Clean Mastersão bons aliados para se livrar de lixo. Para usá-lo, faça o download na Play Store e o instale em seu celular. Abra o app e toque em “Arquivos desnecessários”. Aguarde alguns segundos até o fim da análise e veja, no topo, quanto de espaço o programa é capaz de recuperar. Toque em “Limpar lixo” para prosseguir.

Foto5

Como limpar a memória RAM

Se você deseja dar um empurrão no desempenho do Android limpando a memória RAM com um app utilitário, é importante optar por downloads mais leves. O Clean Master Lite é uma alternativa razoável e que pesa menos que a versão completa. Após instalar, basta abrir o app pela primeira vez para criar um atalho de limpeza de memória RAM na tela inicial. Um lembrete: use o recurso com moderação para não prejudicar o funcionamento do smartphone.

foto6

Como enviar as fotos para o backup Google Fotos

Google Fotos é um serviço de armazenamento ilimitado para fotos e vídeos que limpa a galeria do celular automaticamente.

Passo 1. Abra o menu lateral do Google Fotos e acesse as configurações. No primeiro item do menu, certifique-se de que há uma conta do Google vinculada ao aplicativo.

Foto7

Passo 2. Volte à tela inicial e aguarde o backup das fotos do celular. Confira o aviso de término na parte superior. Uma vez finalizado o upload, toque na opção “Liberar espaço” no menu lateral para apagar todas as cópias offline e ganhar memória no smartphone.

Foto11

Como salvar fotos no Dropbox

Se você prefere não usar o serviço do Google, o Dropbox é uma alternativa que pode ajudar.

Passo 1. Baixe e instale o Dropbox no celular e abra o menu lateral. Acesse as configurações e toque em “Ativar o envio da câmera”.

Foto8

Passo 2. Você pode escolher se deseja fazer o backup somente via Wi-Fi ou também usando o 4G. O aplicativo começará a guardar automaticamente todas as suas fotos em uma pasta chamada “Camera Uploads” na tela inicial. Ao final, limpe a galeria de fotos do celular para retomar o espaço de volta.

foto9

Fonte: www.techtudo.com.br

 

WhatsApp falso foi baixado mais de um milhão de vezes no Android

zap

Um novo aplicativo falso foi encontrado na Play Store nesta semana. Desta vez, o disfarce escolhido pelos criminosos virtuais foi nada menos do que o WhatsApp — um dos softwares mais baixados nas plataformas mobile em todo o mundo. Para conseguir convencer os consumidores, ele foi disponibilizado como “Update WhatsApp”, tendo até mesmo a logo original.

Para melhorar o disfarce, o desenvolvedor ainda conseguiu inserir o aplicativo como sendo produzido pela “WhatsApp Inc.”, usando  truques no Unicode para inserir caracteres invisíveis no nome e conseguir passar pela segurança da Play Store. Desta forma, ficou disponível para download na listagem de resultados de busca por “WhatsApp” e foi baixado mais de 1 milhão de vezes.

zap-falso

O lado bom é que não houve a instalação de qualquer malware neste golpe. De acordo com especialistas do Avast, o software apenas mostrava anúncios de outros aplicativos — em uma clara tentativa de arrecadar dinheiro, mas não roubar dados. Mesmo assim, é importante ficarmos atentos, pois nem todo app falso “é tão bonzinho assim”.

Pouco tempo após as primeiras denúncias, a Google tirou o WhatsApp falso da sua lista de aplicativos.

Fonte: www.tecmundo.com.br


 

Android: Economize bateria fazendo um ajuste no WiFi

Wifi

Todos nós já passamos por situações em que precisamos economizar ao máximo a bateria do smartphone. São inúmeros os pequenos ajustes que podem ser feitos para salvar minutos úteis antes de o celular desligar. Um deles está nas configurações do Wifi, e pouca gente conhece.

Veja como ajustar no passo a passo abaixo: 

1. Abra o app de Configurações do seu Android e toque sobre “Wi-Fi”.

01
2. Desative a chave seletora se ela estiver ligada. 

3. Nas letras pequenas, toque em “configurações de verificação”.

4. Desative as duas chaves de verificação: Wi-Fi e Bluetooth.

02

Fazendo isso, você vai limitar o uso do sensor de WiFi do smartphone para que ele só seja útil quando o celular estiver realmente conectado à internet fixa. Ele não vai manter o WiFi e o Bluetooth ligados em segundo plano durante o período em que você não os estiver usando.

Esse ajuste pode prejudicar a localização do GPS, mas acreditamos que isso não importa muito quando se precisa economizar bateria.

Fonte: Tecmundo


 

 

Facebook vai começar a testar propagandas no aplicativo do Messenger

face1

Propagandas existem em diversos aplicativos, e essa relação aumentou nesta semana com um anúncio feito pelo Facebook: a partir de agora, usuários do aplicativo Messenger vão começar a ver algumas campanhas publicitárias dentro do software.

Segundo informações divulgadas pela empresa, alguns testes vão passar a ser feitos na Austrália e na Tailândia nas próximas semanas para que empresas tenham a oportunidade de divulgar suas marcas na página principal do aplicativo, da mesma forma como acontece com as notificações de aniversário ou quando aparece a informação de que um amigo está ativo no aplicativo.

m-face

Antes de se desesperar com a medida, o próprio Facebook deixou claro que você não vai ver uma propaganda nas conversas, a menos que clique em uma elas. Além disso, aparentemente os usuários estão interessados em interagir ou ouvir sobre algumas marcas dentro do Messenger (você é um desses?), e a empresa de Zuckerberg teria recebido relatos de que seu software “tem forte apelo para vendas”.

Os usuários que vão participar desse período de teste terão a opção de esconder e até mesmo reportar algo de estranho ou errado com essas propagandas usando o próprio aplicativo.

Fonte(s) [facebook] [tecmundo]


 

Mais de 1 milhão de pessoas são afetadas por falsa promessa de alterar a cor do WhatsApp

whatsapp-golpe

Um vem sendo disseminado por hackers via WhatsApp para enganar usuários de smartphones. Com a falsa promessa de personalizar o aplicativo de mensagens instantâneas com a cor preferida da pessoa, cibercriminosos induzem usuários a compartilhar a fraude com amigos e a baixar aplicativos que proporcionam ganhos financeiros aos golpistas. De acordo com a PSafe, empresa referência em segurança e performance mobile, mais de 1 milhão de pessoas já foram afetadas.

golpe

Por meio de um link disseminado no próprio WhatsApp, o golpe oferece ao usuário a possibilidade de ativar uma nova função do aplicativo que permite sua personalização com a cor desejada. Em seguida, uma página alegando a necessidade de uma “verificação de usuário” se abre e é solicitado o compartilhamento do link malicioso com dez amigos e com cinco grupos diferentes, para ter a função ativada.

A partir disso, o usuário é direcionado a uma página que induz a instalação de outros apps, que não necessariamente contêm vírus. A cada novo aplicativo baixado pelo usuário o hacker ganha dinheiro. Dessa forma, ao invés de ter a falsa nova função do WhatsApp liberada, os usuários apenas divulgam o golpe e são induzidos a instalar aplicativos.

Para não se tornar uma vítima de ciberataques, especialistas em Segurança da PSafe ensinam como manter seu celular protegido:

Instale e mantenha atualizado um Antivírus

O antivírus no celular funciona como uma barreira de segurança para garantir a privacidade dos seus arquivos e impedir que os hackers tenham acesso ao seu aparelho. Para se ter uma ideia, o app PSafe TOTAL remove, diariamente, mais de 130 mil ameaças de malwares e bloqueia cerca de 500 mil páginas maliciosas.

Desconfie de novas funções enviadas por links

Se a função não foi anunciada nos canais oficiais do WhatsApp e redirecionar você para outras páginas, desconfie. É importante se certificar de que a nova função é real, ao entrar em contato diretamente com a empresa. Nunca disponibilize dados pessoais ou propague links antes de fazer essa checagem. Caso receba alguma mensagem do tipo, evite clicar e alerte a pessoa que enviou sobre a possível ameaça.

Utilize apenas redes de internet protegidas com senha – Redes que não solicitam senhas são mais arriscadas – pois permitem acesso fácil aos hackers. Por isso, é aconselhável utilizar apenas redes com senhas, que ofereçam algum tipo de criptografia.

Fonte(s): Assessoria de imprensa da PSafe


Golpe no WhatsApp atrai 10 mil vítimas em 1 hora

whatsapp-video1

O WhatsApp já liberou as chamadas por vídeos para os usuários, mas muita gente continua caindo no golpe que promove o recurso somente para quem fornecer suas informações em um link suspeito. De acordo com a empresa de segurança ESET, uma das campanhas maliciosas atraiu 10 mil vítimas em apenas uma hora no Brasil.

“Os cibercriminosos aproveitam lançamentos populares como esse para aplicar golpes que afetem o maior número de pessoas. Isso porque, na ânsia de acessar a nova funcionalidade, nem sempre os internautas checam a procedência do site e acabam fornecendo informações pessoais ou se inscrevendo em serviços não solicitados”, explica Camilo Di Jorge, presidente da ESET Brasil.

A página da web que promete ativar a funcionalidade pede que os usuários compartilhem o link com seus contatos e enviem uma mensagem SMS a determinado número. Assim, o usuário é inscrito em um serviço pago não solicitado e acaba tendo valores descontados de seus créditos, em caso de conta pré-paga, ou adicionados ao seu gasto mensal, em linha pós-paga.

Algumas páginas verificadas pela ESET tinham um layout bastante parecido com o da página oficial do WhatsApp, incluindo funcionalidades como escolha de idioma segundo a geolocalização do IP a partir de qualquer dispositivo conectado à internet.

“É importante destacar que não se trata de um vírus de WhatsApp, já que nenhum arquivo é executado. Também não verificamos evidências de que os sites fraudulentos estejam tentando explorar vulnerabilidades nos equipamentos conectados. O único objetivo é o ganho financeiro, com a inscrição no serviço de SMS Premium”, explica o presidente da empresa de segurança.

O que fazer?

Para quem já caiu no golpe, a dica é avisar os contatos e entrar em contato com a operadora para evitar a inscrição em qualquer serviço SMS Premium. Caso positivo, é necessário solicitar a remoção do serviço.

Lembre-se: para ativar a novidade no WhatsApp, é necessário atualizar o aplicativo, mas é importante fazê-lo de fontes confiáveis.

Fonte: Olhar Digital 



5 truques do WhatsApp que você talvez não conheça

O aplicativo de mensagens pessoais mais usado do mundo é cheio de recursos, mas nem todos os usuários conhecem grande parte deles. Para muitas pessoas, o app só serve para conversar com amigos e parentes por chats individuais ou em grupos, sem mais opções ou detalhes.

zapzap

Ainda assim, o WhatsApp recebe novos recursos constantemente e muitos deles passam despercebidos por quem não está prestando atenção às mudanças sutis na interface do app.

Selecionamos cinco coisas que o aplicativo pode fazer e que você talvez não saiba.

1 – Saiba quem leu a sua mensagem em um chat em grupo

Os já famosos “tiques” azuis, que entregam quando um contato leu sua mensagem, não são particularmente úteis em conversas de grupo. Afinal, num chat com mais de três pessoas, o tique azul só aparece quando sua mensagem já foi lida por todos os membros.

É possível descobrir quem, individualmente, já recebeu ou leu sua mensagem, e quem ainda não viu seu recado. Para isso, toque e mantenha pressionada a mensagem que você enviou até que mais opções surjam na tela. Toque então nos três pontos de mais opções e selecione “Dados”. Aí está o relatório da sua mensagem.

img10


2 – Esconda sua foto de perfil de estranhos

Quem nunca foi incluído em um grupo do WhatsApp sem conhecer boa parte dos membros? Isso certamente acontece com muitos usuários, mas é possível esconder algumas de suas informações pessoais para que esses “estranhos” não as vejam se você não quiser.

Para isso, abra a tela de Configurações e selecione “Conta”. Depois disso, acesse “Privacidade” e determine quem pode saber quando você esteve online, sua foto do perfil e sua frase de status: se qualquer um, apenas seus contatos ou ninguém.

img20


3 – Crie atalhos para conversas

É provável que, entre as dezenas ou centenas de contatos que você tem no WhatsApp, suas conversas mais frequentes sejam com apenas um ou dois grupos, até três ou quatro pessoas individualmente. É possível criar um atalho para esses chats, sem que você precise abrir o aplicativo toda vez que quiser falar com alguém em específico.

O caminho é relativamente simples. Na lista de conversas, pressione e segure o grupo ou contato que você quiser e, nos três pontos de opções no canto da tela, selecione “Adicionar atalho para conversa”. Agora, o ícone da sua conversa está disponível diretamente na tela de início do smartphone.

img30


4 – Mande uma mensagem para vários contatos ao mesmo tempo

Quer fazer um anúncio para vários de seus amigos ou parentes, mas não quer usar o Facebook ou criar um grupo só para isso? Há uma maneira mais eficiente de mandar a mesma mensagem, individualmente e em privado, para vários contatos, sem precisar copiar e colar diversas vezes.

Basta criar uma transmissão. Selecione os três pontos de mais opções no canto da tela e toque em “Nova transmissão”. Escolha quais dos seus contatos receberão a mensagem e escreva. Cada um deles receberá a sua mensagem individualmente, como se tivessem sido mandadas separadamente.

img4


5 – Acabe com o download automático de imagens

Grupos mais animados do WhatsApp geralmente são cheios de imagens e vídeos trocados entre os membros. Por padrão, o aplicativo baixa todos esses arquivos e entope seu smartphone com muita coisa inútil que você precisa apagar, manualmente, de tempos em tempos para liberar espaço.

Para evitar que o app faça o download automático de imagens e vídeos, vá até as Configurações do WhatsApp. Selecione “Uso de dados” e, sob a guia “Download automático”, determine o que o aplicativo pode fazer quando estiver em roaming, na rede móvel de internet ou no Wi-Fi: baixar imagens, áudio, vídeo, documentos, tudo ou nada.

img50

Fonte: Olhar Digital 

Aprenda a fazer transmissões ao vivo pelo Facebook

facebook-ao-vivo

Você quer saber como fazer transmissão ao vivo pelo Facebook?  Esse é um recurso bem legal da rede social que permite transmitir ao vivo pros seus amigos.

Dá pra ensinar como preparar uma receita, mostrar como está o jogo de futebol do seu time e o que mais você quiser.

E é muito fácil fazer isso. Olha só: no smartphone, entre no Facebook como se fosse escrever uma publicação. Aqui tem várias opções, como enviar uma foto, marcar amigos ou fazer check-in. Pra transmissão ao vivo, clique aqui em “Vídeo ao vivo”.

Agora é só dar um nome pro vídeo e escolher se quer filmar com a câmera frontal ou traseira do celular. Também dá pra escolher se ele pode ser visto por todos os seus amigos ou visto só por algumas pessoas. Clique em “Transmitir ao vivo” e comece a transmissão! Seus amigos vão conseguir assistir tudo em tempo real, direto do feed de notícias deles.

Durante a transmissão seus amigos podem escrever comentários e curtir o vídeo. E você pode responder tudo ao vivo! Quando quiser encerrar, é só tocar em “Concluir”. O Facebook mostra informações como o tempo de duração do vídeo, opções de qualidade da imagem e se você quer salvar o vídeo no seu celular. Ele também é publicado automaticamente na linha do tempo do seu Facebook pra quem perdeu ou pra quem quiser rever depois!

Mas olha só…esse recurso ainda não está disponível pra todo mundo. Então, se você não encontrou o símbolo da transmissão ao vivo, é porque precisa esperar mais um pouquinho até o Facebook liberar essa função, viu?

Fonte: [Olhar Digital]

Avast anuncia a compra da AVG

avast-avg

A Avast anunciou, nesta quinta-feira, 7 de julho de 2016, ter fechado um acordo para adquirir a AVG por US$ 25 a ação – o que dá aproximadamente US$ 1,3 bilhão, valor que será pago em dinheiro após a aprovação total do negócio.

De acordo com a companhia, o acordo foi aceito unanimemente pelos conselhos de gerenciamento e supervisão da Avast. Na AVG a aprovação também saiu, mas por uma maioria que recomendou aos acionistas que aceitem a venda.

Ambas as empresas foram criadas na República Tcheca entre o final dos anos 1980 e o começo da década seguinte e as duas começaram a expandir os negócios internacionalmente nos anos 2000. Unidas, elas contarão com uma rede com mais de 400 milhões de pontos de acesso – 160 milhões são pontos móveis atuando como sensores, obtendo informações sobre arquivos maliciosos para neutralizar ameaças assim que elas surgem.

“Combinar as forças de duas grandes empresas de tecnologia, ambas fundadas na República Tcheca e com culturas e missões em comum, nos colocará em uma boa posição para tirar vantagem das novas oportunidades que estão por vir, a exemplo do crescimento enorme da Internet das Coisas”, escreveu, em comunicado, o CEO da Avast, Vince Stecker.

Contando com as aprovações de acionistas da AVG e de órgãos reguladores, o negócio deve ser concluído em algum momento entre 15 de setembro e 15 de outubro deste ano.

Fonte: [Olhar Digital]


Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers